Conselho aprova empréstimo, mas Cruzeiro desiste de atacante do Santos

Raposa até queria contar com o colombiano, mas a demora do Santos fez o time do técnico Luiz Felipe Scolari desistir do negócio

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 17 (AFI) - O Conselho Deliberativo do Santos até aprovou um possível empréstimo de Copete, mas o Cruzeiro desistiu de ter o atacante na Série B do Campeonato Brasileiro. A informação foi prestada pelo próprio presidente Orlando Rollo, do Peixe, durante a reunião.

A Raposa até queria contar com o colombiano, mas a demora do Santos fez o time do técnico Luiz Felipe Scolari desistir do negócio. Cruzeiro e Copete já haviam acertado até mesmo as bases salariais, mas a exigência de passar pelo Conselho melou a negociação.

Como é que fica? (Foto: Ivan Storti/Santos)
Como é que fica? (Foto: Ivan Storti/Santos)

Cuca até gostaria de contar com o atacante colombiano, mas o Santos está proibido de inscrever novos atletas por conta de uma dívida com o Atlético Nacional. O clube ainda não quitou a aquisição do zagueiro Cleber junto ao Hamburgo, adquirido em 2017. A dívida está em R$ 25 milhões e a diretoria busca um acordo para iniciar o pagamento da dívida, destravando a inscrição de novos atletas.

FAZ TEMPO...
Copete atuou pela última vez com a camisa do Santos em junho de 2019. Depois disso, foi emprestado ao Pachuca, do México, onde ficou até o fim de janeiro. Na sequência, então, se transferiu ao chileno Everton, tendo entrado em campo apenas duas vezes, a última delas em março.

Está no seu retorno do Everton ao Santos o problema que impede o seu registro. Como o contrato de empréstimo foi rompido, se encerrando antes da data final, o contrato de Copete com o clube da Vila Belmiro não volta a vigorar normalmente, sendo preciso um novo registro. E, por causa da punição imposta pela Fifa, a equipe alvinegra não pode regularizar o vínculo com o atacante colombiano.

Como está nos planos de Cuca, Copete tem treinado com o elenco. O colombiano estava no grupo santista na passagem anterior do técnico pelo clube em 2018. Naquela oportunidade, o utilizou em 11 dos 26 jogos em que dirigiu a equipe, ainda que só em três como titular.