Pelo Santos, Friedenreich marcava o último gol de sua carreira há 85 anos

El Tigre atuou em cinco oportunidades com a camisa santista e o tento foi anotado em amistoso diante do Grêmio

por Federação Paulista (FPF)

São Paulo, SP, 19 (AFI) - O dia 19 de maio certamente está atrelado à carreira de Friedenreich, o primeiro grande ídolo nacional do futebol brasileiro. Nesta data, em 1935, com a camisa do Santos, o ex-jogador marcou o seu último gol como atleta profissional em amistoso diante do Grêmio, no Rio Grande do Sul.

Já veterano e dono de sete títulos do Campeonato Paulista, 1918, 1919, 1921, 1926, 1927 e 1929 pelo Paulistano e em 1931, pelo São Paulo, Friedenreich entrou em campo para defender o Santos em amistoso diante do Grêmio, no dia 19 de maio de 1935. Esta foi uma das cinco aparições do ‘El Tigre’ com a camisa santista.

Pelo Santos, Friedenreich marcava o último gol de sua carreira há 85 anos
Pelo Santos, Friedenreich marcava o último gol de sua carreira há 85 anos
No confronto diante dos gaúchos, Friedenreich marcou de pênalti, uma de suas especialidades ao longo de sua carreira, mas não conseguiu evitar o revés por 3 a 2. Seria a última vez que o craque brasileiro iria às redes em sua carreira profissional.

FEITOS
Ao longo de sua extensa carreira, Friedenreich colecionou inúmeros momentos marcantes como o autor do gol do título do Campeonato Sul-Americano, o primeiro título da história da Seleção Brasileira. Além disso, foi o autor do primeiro gol da era do futebol profissional no Brasil. O tento foi marcado na Vila Belmiro, no confronto entre São Paulo, seu time na época, e o Santos.

Após pendurar as chuteiras, Friedenreich seguiu no mundo do futebol e chegou a ser árbitro de final de Campeonato Paulista de 1935, pela APEA (uma das entidades reguladoras do futebol paulista da época), no jogo desempate entre Portuguesa e Ypiranga. Na oportunidade, os lusitanos venceram por 5 a 2 e ficaram com o título.

FICHA TÉCNICA
Grêmio 3 x 2 Santos
Local:
Estádio da Baixada, Porto Alegre-RS;
Data: 19 de maio de 1935;
Renda: R 27:460$000;
Árbitro: BrasilBRA Luis Carlos Ribeiro;
Gols: Castillo, Veronese, e Dario (pen) (Grêmio); Friedenreich (pen) e Mário Seixas (Santos).

Grêmio: Lara (Chico); Dario e Luiz Luz; Jorge, Mascarenhas e Sardinha II; Lacy, Russinho, Veronese, Foguinho e Castillo. Técnico: Eurides Guasque.

Santos: Cyro; Neves e Iracino; Marteletti, Ferreira e Jango; Sacy, Friedenreich (Raul), Moran, Mário Seixas e Junqueira. Técnico: Bilú.