Lateral do Santos ainda vê companheiro como titular e diz que precisa de readaptação

Jorge, de fato, assumiu a titularidade da lateral esquerda do Santos logo após o anúncio da sua contratação, no fim de março

por Agência Estado

Santos, SP, 25 - Novidade na escalação do Santos na goleada por 4 a 1 sobre o Cruzeiro, Felipe Jonatan assumiu a vaga que vinha sendo de Jorge, nem relacionado para o confronto, após uma semana complicada, com discussão em campo com Eduardo Sasha no compromisso anterior da equipe, diante do São Paulo. O lateral, porém, preferiu garantir que o companheiro segue sendo o titular da posição, embora ele lute para conquistar seu espaço.

"Sempre trabalhei com humildade. Sei que o titular é o Jorge. Quero minha posição, é uma briga sadia com o Jorge e até o Luan Peres. Quem estiver melhor e melhor adaptado, se doar mais nos treinos, conquistará o objetivo da titularidade", afirmou, em entrevista coletiva nesta segunda-feira no CT Rei Pelé.

TITULARIDADE

Felipe Jonatan fala sobre readaptação no Santos. (Foto: Divulgação / Santos)
Felipe Jonatan fala sobre readaptação no Santos. (Foto: Divulgação / Santos)

Jorge, de fato, assumiu a titularidade da lateral esquerda do Santos logo após o anúncio da sua contratação, no fim de março.

Ainda assim, Felipe Jonatan é peça bastante utilizada pelo técnico Jorge Sampaoli, com 30 jogos disputados, sendo 17 como titular.

Nas últimas semanas, vinha sendo mais utilizado no meio-campo, o que o levou a precisar se "readaptar" à sua posição de origem. Até por isso, espera ter uma sequência na lateral, reconhecendo que teve desempenho irregular contra o Cruzeiro.

"É um ponto que eu queria tocar. Meu último jogo como lateral-esquerdo foi contra o Athletico, o empate na Vila Belmiro. Me dificultou um pouco, mas acho que tive bom desempenho. Tenho que evoluir na marcação, mas participo em outras posições, nos treinamentos mesmo. Nessa semana, do jogo com o Cruzeiro, treinei a semana toda como lateral. Com a rodagem e trabalho que tenho feito, se eu tiver sequência boa na lateral, vou me adaptar bem", disse.

NOVAS METAS

Com o Santos garantido na fase de grupos da Libertadores de 2019, o Santos agora tem novas metas para manter a motivação nas rodadas finais do Brasileirão.

O grupo almeja o vice-campeonato nacional - está na segunda posição com 68 pontos, em vantagem na comparação ao Palmeiras pelos critérios de desempate - e também almeja sua melhor campanha no Brasileirão de pontos corridos com 20 times - fez 71 pontos em 2016.

"Almejávamos o título, oscilamos muito, e restou o foco na Libertadores. Tínhamos que dar algo a mais, conseguimos a classificação antecipada e agora é focar no objetivo final, que é ser vice e a melhor campanha na história nos pontos corridos", afirmou.

DUELO PARTICULAR

Para alcançar essas metas, o Santos primeiro visitará o Fortaleza, quinta-feira, no Castelão. O duelo é especial para Felipe Jonatan, que só havia atuado profissionalmente pelo Ceará antes de chegar à Vila Belmiro.

"É um clássico particular, pessoal. Tenho carinho por várias pessoas, o Juninho me deu a primeira chuteira profissional. Ele era patrocinado e eu não tinha chuteira. Ele me doou, tenho carinho. Respeito muito esse clube, torço para ficarem na Série A, para fortalecer o Nordeste. Meu coração é alvinegro", comentou.