Victor Ferraz defende permanência de Sampaoli e nega time descontente com técnico

Também lembrou em seguida que já está há um bom tempo no clube e assegurou que jamais lideraria uma campanha interna contra o técnico

por Agência Estado

Santos, SP, 04 - Capitão do Santos, Victor Ferraz afirmou nesta sexta-feira pela manhã, em entrevista coletiva no CT Rei Pelé, que defende a permanência do técnico Jorge Sampaoli. O lateral-direito abordou o assunto ao fazer um esclarecimento no qual garantiu não existir qualquer conflito dos jogadores do elenco alvinegro com o treinador e rebateu publicações de pessoas que ele chamou de "formadores de opinião", por meio de suas redes sociais, nas quais disseram que havia atletas insatisfeitos com o comandante e até com intenção de tentar derrubá-lo do cargo.

"De 10 dias para cá muitos torcedores começaram a questionar se existiam jogadores insatisfeitos, querendo derrubar o Sampaoli. Vi donos de página de Instagram, que hoje são formadores de opinião. Donos de páginas grandes formam opinião e devem ter responsabilidade naquilo que postam. Falaram de existir jogadores insatisfeitos, que querem derrubar o Sampaoli. Todos vocês (jornalistas) viram aí", destacou Victor Ferraz, para em seguida criticar essas pessoas que apontaram a existência de um "racha" entre alguns jogadores e o técnico.

Victor Ferraz defende permanência de Sampaoli e nega time descontente com técnico
Victor Ferraz defende permanência de Sampaoli e nega time descontente com técnico
"Isso aí é de uma mediocridade gigante. Não sei como o cara cria um negócio desse. Eu sou o capitão da equipe, não há como algo ser feito sem passar por mim. Conheço cada canto desse CT. É querer inventar algo e transferir parte técnica para o caráter dos jogadores", reclamou.

Ferraz também lembrou em seguida que já está há um bom tempo no clube e assegurou que jamais lideraria uma campanha interna no elenco para derrubar um técnico. "Vocês (repórteres) me acompanham há quase seis anos, podem discutir qualidade técnica, tática, de como eu marco, de como eu cruzo, mas em caráter nunca deixei a desejar. Nunca que eu me reuniria para tirar treinador A ou B, por mais horrível que um técnico fosse. Isso não faz parte do meu caráter", ressaltou.

DEU A LETRA
Victor Ferraz desabafou ao comentar este assunto na mesma manhã em que o Santos fez o seu último treino no CT Rei Pelé antes de viajar ao Rio, onde neste sábado enfrentará o Vasco, às 17 horas, em São Januário, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. E as especulações de que havia insatisfação dos atletas com Sampaoli começaram nesta fase em que o time alvinegro começou a ficar para trás na luta pela ponta da competição - na terceira posição da tabela, a equipe está hoje oito pontos atrás do líder Flamengo.

E, independentemente da posição em que o Santos vai fechar a sua campanha neste Brasileirão, o capitão santista defenderá a permanência do treinador para a temporada de 2020.

"Tenho total admiração hoje pelo Sampaoli, não é puxar saco, não preciso disso para nada. É só um esclarecimento, muita gente mandou mensagem, dizendo que estão fechados com Sampaoli. Teve repórter me perguntando se era verídico (esse racha com o treinador). É necessário esclarecimento, ele tem minha total admiração. Por mim e pelo bem do Santos, ele tem que ficar o maior tempo possível", enfatizou.