Sampaoli reclama e diz que árbitro e VAR travaram Santos em derrota

Com a derrota para o Atlético-MG, o Peixe parou nos 51 pontos, em terceiro lugar no Brasileirão

por Agência Estado

Santos, SP, 20 - A desatenção defensiva custou caro ao Santos. Neste domingo, no estádio Independência, em Belo Horizonte, o time perdeu para o Atlético-MG por 2 a 0. O técnico Jorge Sampaoli reconheceu a superioridade do rival, mas reclamou bastante do árbitro Caio Max Augusto Vieira. Para ele, o jogo ficou muito truncado, o que dificultou a tarefa do seu time em buscar uma reação no Brasileirão.

O primeiro gol atleticano saiu no minuto inicial do jogo, com Luan aproveitando um buraco no lado esquerdo da defesa - o jogo ficou parado por cerca de cinco minutos para verificação do árbitro de vídeo (VAR) de uma possível bola na mão do autor do gol. O segundo foi marcado por Leonardo Silva, de cabeça após cobrança de escanteio, aos 22 minutos. "Eles fizeram gol rápido e depois outro na bola parada. Neutralizaram e não conseguimos jogar", afirmou o argentino.

A demora na tomada de decisões pela arbitragem tirou o treinador argentino do sério. Ao fim do jogo, ele foi reclamar do trabalho de Caio Max Augusto Vieira e foi advertido com o cartão amarelo.

Sampaoli reclama e diz que árbitro e VAR travaram Santos em derrota
Sampaoli reclama e diz que árbitro e VAR travaram Santos em derrota
"A arbitragem tem que ajudar o jogo a melhorar. A primeira consulta ao VAR demorou quase cinco minutos. Parece que precisam de um microscópio. Isso faz com que o jogo dure pouco. Isso, para mim, é lamentável", reclamou Sampaoli.

AJUDOU DEMAIS
O Santos ficou com a posse de bola na maior parte do duelo, mas criou poucas chances de gol, que surgiram especialmente em jogadas de bola parada. Para Sampaoli, houve mérito do sistema defensivo atleticano.

"Não tivemos capacidade para quebrar um bloqueio forte. O Atlético ficou com o time todo em sua área. Nos custou muito entrar na área deles porque tinham muitos jogadores dentro e porque o jogo ficou muito parado. Ficou difícil para quem quis atacar e fácil para quem quis defender", explicou.

Com a derrota, o Santos parou nos 51 pontos, em terceiro lugar no Brasileirão. O time buscará a reabilitação no próximo sábado, quando vai visitar o Corinthians, em clássico marcado para a arena do clube rival em Itaquera.