Lateral exalta qualidades do Vasco, mas crê em vitória e arrancada santista

O capitão alvinegro Victor Ferraz exaltou as qualidades do rival, mas exibiu confiança em uma vitória

por Agência Estado

Santos, SP, 04 - Pouco antes de o Santos realizar o seu último treino de preparação para o jogo contra o Vasco, neste sábado, às 17 horas, em São Januário, no Rio, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, o lateral-direito Victor Ferraz projetou o confronto na manhã desta sexta-feira. Em entrevista coletiva no CT Rei Pelé, o capitão alvinegro exaltou as qualidades do rival, mas exibiu confiança em uma vitória e também em uma arrancada de sua equipe na luta para liderar a competição e depois conquistar o título.

"É um jogo difícil, um adversário que vem crescendo durante o campeonato, principalmente depois da chegada do Luxemburgo. É um time que corre bastante, que marca muito, essa é uma característica que eu vejo no Vasco. Geralmente congestiona o meio-campo com jogadores que sabem jogar, mas que também tem muita característica de marcação. É jogo de imposição. Vimos a forma como eles venceram o São Paulo, com muita vontade, muita disposição", afirmou o atleta, se referindo ao duelo em que os vascaínos derrotaram a equipe são-paulina por 2 a 0, no dia 25 de agosto, no Rio, pela 16ª rodada do Brasileirão.

Lateral exalta qualidades do Vasco, mas crê em vitória e arrancada santista
Lateral exalta qualidades do Vasco, mas crê em vitória e arrancada santista
E Victor Ferraz enalteceu a importância de o Santos conseguir conquistar um triunfo neste sábado antes de encarar o Palmeiras, rival direto na luta pelo título, no duelo da próxima quarta-feira, às 21h30, na Vila Belmiro, pela 24ª rodada da competição.

"Estamos montando uma estratégia e temos de saber aproveitar um pouco desta empolgação e tentar fazer três pontos porque uma vitória nos deixa em uma condição um pouco melhor para jogar o clássico", completou o lateral, que em seguida garantiu estar confiante na possibilidade de o Santos faturar a taça deste Brasileirão.

"Sem dúvida que o Santos ainda sonha com o título, sabendo que não é fácil, não só pela distância (de oito pontos em relação ao líder), mas pelo que o Flamengo vem apresentando. Mas, em contrapartida, quando a gente abriu aquela pontuação (na liderança), muitos adversários acharam que seria difícil nos alcançar, mas alcançaram e nos ultrapassaram. É um campeonato em que todo mundo vai oscilar. O Palmeiras oscilou, o Flamengo também no começo e agora engrenou", analisou.

ELENCO QUASE COMPLETO
No último treino de preparação para o duelo com o Vasco, o técnico Jorge Sampaoli contou com quase todo o seu elenco à disposição. O meia Carlos Sánchez e o zagueiro Luiz Felipe, que tiveram problemas físicos na quinta-feira, trabalharam normalmente no campo do CT Rei Pelé. O jogador uruguaio havia se queixado de dores musculares na coxa direita e o defensor sofreu uma leve torção no pé na atividade realizada no dia anterior.

O volante Jobson, que não treinou na quarta e na quinta por causa de uma gastroenterite, participou da atividade desta sexta, mas não deverá ser aproveitado por Sampaoli no Rio. Um desfalque certo para o treinador é o zagueiro Lucas Veríssimo, que foi expulso na rodada passada contra o CSA e cumprirá suspensão. Já o atacante Marinho, que retorna após ficar fora do jogo contra a equipe alagoana por estar suspenso, fica novamente à disposição do comandante.

Como a maior parte do treino do Santos nesta sexta foi fechado, como de costume em quase todas as atividades sob o comando de Sampaoli, fica difícil cravar a escalação titular para o duelo. Uma provável formação é a seguinte: Everson; Victor Ferraz, Felipe Aguilar (Luiz Felipe), Gustavo Henrique e Jorge; Diego Pituca, Carlos Sánchez (Alison) e Evandro; Derlis González (Marinho), Eduardo Sasha e Soteldo.