Gabriel não fecha portas e afirma que boa fase é consequência de continuidade

O camisa 10 tem despertado interesse de clubes brasileiros, mas ainda não sabe qual camisa vestirá na próxima temporada

por Agência Estado

Santos, SP, 05 - Gabriel Barbosa vive um momento de indecisão em relação ao seu futuro. De férias, Gabigol viu o seu contrato de empréstimo com o Santos acabar e se reapresentará na Internazionale em janeiro de 2019. O camisa 10 tem despertado interesse de clubes brasileiros, mas ainda não sabe qual camisa vestirá na próxima temporada e, por isso, faz questão de deixar claro que não exclui nenhuma possibilidade.

"Para mim, ser citado em grandes times é sempre um motivo de muito orgulho. Respeito todas as equipes, todos sabem do meu carinho pelo Santos, mas abro as portas para todos os times", afirmou o atacante ao participar de um evento nesta quarta-feira, em São Paulo.

Artilheiro desta edição do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, Gabigol acredita que esse é o momento de aproveitar para descansar, para então decidir sobre a próxima temporada. "Tem que ter calma, é momento de curtir as férias, de aproveitar os amigos, a família, descansar um pouco, depois vai ser a hora de decidir. Eu volto para um grande time, fico muito feliz por isso, mas não sei se vou ficar por lá ou se vou para outro clube", analisou.

Gabigol foi para a Itália em 2016, após a Internazionale desembolsar quase 30 milhões de euros (R$ 119 milhões, na cotação da época) para contar com o atacante em seu elenco. No Velho Continente, o brasileiro teve poucas oportunidades, atuou em 10 jogos pela equipe de Milão, sendo um apenas como titular, e marcou um único gol. Depois, o brasileiro de 22 anos foi emprestado ao Benfica, onde também teve dificuldades para se estabelecer.

"O esquema de jogo é diferente, tem suas qualidades e seus defeitos, mas isso é normal. Quando um jogador tem continuidade, quando tem uma sequência boa de jogos, as coisas acontecem naturalmente. Esse ano foi muito especial para mim, eu estou muito feliz", afirmou o atleta.

Gabriel também diz estar animado para se reapresentar em Milão, mas confessa que existem desvantagens em integrar o elenco no meio de uma temporada. "São coisas que vão ter que ser conversadas, obviamente quando você se prepara e tem tempo de entrosamento é muito melhor, então vamos ter que passar tudo certinho para decidir", comentou.

Atualmente, a Internazionale está em terceiro lugar do Campeonato Italiano, superada somente pela Juventus e pelo Napoli. Na Liga dos Campeões da Europa, o clube também está na terceira colocação, atrás do já classificado Barcelona e concorrendo a uma vaga nas oitavas de final do torneio europeu contra o Tottenham no Grupo B.

Mesmo sem saber se seu futuro está no Brasil ou na Europa, Gabigol continuou atento aos torneios e premiações do mundo da bola. O atacante, que foi revelado pela categoria de base do Santos em 2012, comentou sobre Neymar ter ficado em 12.º lugar no ranking de melhores jogadores do mundo da Bola de Ouro. Ainda assim, o camisa 10 do Paris Saint-Germain foi o brasileiro mais bem colocado na premiação da revista France Football.

"Isso foi porque ele machucou, não jogou muito, mas todos sabemos que ele é um grande jogador, é um gênio, e está nos representando como um dos três melhores do mundo. Para a gente o Neymar vem sempre em primeiro, é um jogador espetacular. Ano que vem ele vai estar lá na frente de novo", projetou.

 
 
" />