Cuca diz que Rodrygo, com febre, deve desfalcar o Santos contra a Chapecoense

"Esse vai ser um jogo atípico. São sete baixas. Seis titulares e um suplente imediato", comentou o treinador

por Agência Estado

Santos, SP, 09 - Ciente da disputa acirrada por uma vaga na próxima Copa Libertadores, o técnico Cuca lamentou os desfalques que vai ter contra a Chapecoense, nesta segunda-feira, no Pacaembu, em São Paulo, pela 33ª rodada do Brasileirão. O treinador do Santos confirmou que Rodrygo, com febre, deve se juntar à lista de jogadores indisponíveis para o duelo.

"Esse vai ser um jogo atípico porque, até agora, a gente não teve essa quantidade de baixas ao mesmo tempo. Luiz Felipe e Lucas Veríssimo estão machucados, Victor Ferraz, Pituca e Gabriel estão suspensos, e o Rodrygo não treinou a semana inteira, por causa de um quadro febril. Por isso, ele praticamente está fora do jogo. E ainda tem o Robson Bambu, que vai ficar sem contrato neste sábado. São sete baixas. Seis titulares e um suplente imediato", comentou Cuca.

Pelos treinos durante a semana, o volante Yuri deve ser improvisado na zaga para atuar ao lado de Gustavo Henrique. Eduardo Sasha é o provável substituto de Gabriel na posição de centroavante, enquanto Derlis González, Bruno Henrique e Copete disputam duas vagas nas pontas do ataque, uma vez que Rodrygo está indisponível. Daniel Guedes é o substituto natural de Victor Ferraz na lateral direita e Bryan Ruiz é o mais cotado para entrar no lugar de Pituca, opção que faria Carlos Sánchez se posicionar mais recuado no meio de campo.

Cuca diz que Rodrygo, com febre, deve desfalcar o Santos contra a Chapecoense
Cuca diz que Rodrygo, com febre, deve desfalcar o Santos contra a Chapecoense
"Teremos de fazer improviso desta vez, mas são oportunidades que são dadas a novos jogadores. A gente tem de treinar bastante, para que eles peguem um conjunto um pouco maior. Que o torcedores entendam que a dificuldade será um pouco maior, porque o nosso adversário também tem uma luta, que é para sair da zona de rebaixamento. Perderam o último jogo, para o Bahia, e vem para uma decisão", disse Cuca.

O Santos está em sétimo lugar no Brasileirão, com 46 pontos ganhos após 32 partidas. Para entrar no G6, o time do técnico Cuca disputa a sexta posição com o Atlético Mineiro, que também tem 46 pontos, mas está à frente na tabela por causa do maior número de vitórias (13 a 12), principal critério de desempate da competição.

 
 
" />