Com 'dupla função', Renato pode voltar a ser titular no Santos após 12 jogos

O jogador segue fazendo parte do elenco, mas foi anunciado como executivo de futebol no lugar de Ricardo Gomes

por Agência Estado

Santos, SP, 07 (AFI) - Com "dupla função" no Santos no segundo semestre, Renato deverá ter tentar mostrar na próxima semana que também pode ser muito útil para o time dentro de campo. Com Alison suspenso, o volante é o principal candidato a ganhar uma oportunidade como titular no meio-campo no duelo com o Corinthians, no próximo sábado, no Pacaembu, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Renato não atua como titular do Santos desde 15 de agosto, quando o time superou o Cruzeiro por 2 a 1, no Mineirão, mas acabou sendo eliminado nas quartas de final da Copa do Brasil ao ser batido nos pênaltis. Depois disso, a equipe entrou em campo mais 12 vezes, mas em nenhuma delas o volante começou jogando.

Nesse período, Renato mudou até mesmo de função no Santos. Jogador mais experiente do elenco dirigido por Cuca e um dos líderes do elenco, o volante foi anunciado em 18 de setembro como diretor executivo de futebol do clube, em substituição a Ricardo Gomes, que deixou o time para voltar ao Bordeaux há algumas semanas.

Além disso, Renato pouco foi aproveitado nos últimos jogos do Santos. Reserva no meio-campo quase sempre composto por Alison, Diego Pituca e o uruguaio Carlos Sánchez, ele entrou em campo apenas duas vezes desde o seu último jogo como titular: substituiu Yuri aos 30 minutos do segundo tempo da vitória por 2 a 0 sobre o Paraná e também aos 42 da etapa do triunfo por 1 a 0 sobre o Vitória, na vaga de Alison, na última sexta-feira.

Essa troca, aliás, deu a pista de que Renato é o favorito a ficar com a vaga aberta no meio-campo santista para o clássico com o Corinthians. Cuca tem outras opções, mas nenhuma delas, incluindo Renato, com a característica marcadora de Alison, o que o forçará a realizar ajustes para o clássico com o Corinthians.

Se Renato é o favorito para ficar com a vaga, Yuri corre por fora. E Cuca tem como opções Guilherme Nunes, Léo Cittadini e Jean Mota. Outra possibilidade seria apostar em uma formação ainda mais ofensiva, com o recuo de Carlos Sánchez, para atuar ao lado de Diego Pituca, e a entrada de Derlis González, um quarto atacante, algo que já foi utilizado algumas vezes nesta temporada.

A opção de Cuca poderá começar a ficar mais clara quando o elenco se reapresentará no CT Rei Pelé, iniciando a preparação para o clássico com o Corinthians. Com 39 pontos, o time está a seis do G6 e já vê a classificação à Libertadores como uma meta viável no Brasileirão.

 
 
" />