Paulistão: Sem David Braz, Santos e terá 5ª dupla de zaga diferente

A zaga titular santista, que conta com David Braz e Lucas Veríssimo, ainda não sofreu gols em 2018

por Agência Estado

Santos, SP, 15 - O técnico Jair Ventura precisará mudar novamente a dupla de zaga do Santos. Ele perdeu David Braz, que recebeu o terceiro cartão amarelo durante a vitória por 2 a 0 sobre o São Caetano, na última quarta-feira, e está suspenso para o clássico de domingo com o São Paulo, no Morumbi, pela oitava rodada do Campeonato Paulista.

QUEM ENTRA?
A ausência de David Braz abre espaço para Gustavo Henrique ganhar nova oportunidade entre os titulares, após enfrentar a Ferroviária no sábado passado, no seu primeiro jogo desde setembro de 2017.

Lucas Veríssimo e David Braz comemorando o gol do Santos no Paulistão (Fotos: Ivan Storti/Santos FC)
Lucas Veríssimo e David Braz comemorando o gol do Santos no Paulistão (Fotos: Ivan Storti/Santos FC)
Ele é o favorito na disputa com Robson Bambu e Matheus Guedes para atuar ao lado de Lucas Veríssimo, que retornou ao time na última quarta-feira. Outros zagueiros do elenco santista, Cleber e Luiz Felipe estão lesionados.

FORA DO CLÁSSICO
David Braz, que vem sendo o capitão da equipe, estava pendurado com dois cartões amarelos desde a terceira rodada do Paulistão. Até por conta disso, Jair poupou o zagueiro na partida que antecedeu o primeiro clássico do Santos na competição, o empate por 1 a 1 com o Ituano, para contar com o jogador diante do Palmeiras.

Diante do São Caetano, o treinador santista optou por utilizar David Braz, formando com Lucas Veríssimo a dupla de zaga que vem sendo titular desde 2017. E acabou perdendo o jogador para o clássico no Morumbi.

DEFESA NÃO VAZADA?
David Braz e Lucas Veríssimo, aliás, só atuaram juntos duas vezes em 2018, contra Linense e na última quarta. E esses foram os únicos jogos em que o Santos não foi vazado nesta temporada.

Até por isso, Jair lamentou a nova mudança na sua dupla de zaga.

"O David vai fazer falta. Teremos que mudar a nossa linha mais uma vez e isso não é bom. É muito importante não tomar gols. Fico feliz por não sermos vazados", afirmou o treinador após o triunfo sobre o São Caetano.

MUITAS MUDANÇAS
A provável dupla formada por Lucas Veríssimo e Gustavo Henrique será inédita em 2018. Antes, além de Lucas Veríssimo e David Braz, Jair já havia escalado Luiz Felipe e David Braz, que foi a parceira mais utilizada, em três jogos do Paulistão, Robson Bambu e Luiz Felipe e Gustavo Henrique e David Braz, essas duas últimas uma vez cada.

O jogo com o São Caetano foi apenas o segundo de Lucas Veríssimo em 2018. O zagueiro participou da estreia santista no Paulistão, diante do Linense, quando sofreu uma lesão na coxa direita.

Além disso, ele esteve perto de se transferir ao russo Spartak Moscou. Após a recuperação e o fracasso na negociação, Jair teve uma conversa com o zagueiro antes de definir a sua volta ao time.

PALAVRA DO TREINADOR
"Converso demais com meus atletas, trago para minha sala e faço a anamnese. Tento ajudar de alguma maneira, mesmo com pouca idade, dando minha opinião, pois já vivi muita coisa. Ele é um menino de cabeça boa, ficou nesse vai, não vai, mas fez questão de dizer que estava pronto para jogar. Então eu disse: 'Vamos nessa'", revelou.

Na volta ao Santos, Lucas Veríssimo marcou, aos 34 minutos do primeiro tempo, o gol que abriu caminho para a vitória por 2 a 0 sobre o São Caetano. Jair, porém, disse que não pode garantir que o zagueiro seguirá na equipe no restante da temporada, reconhecendo que os problemas financeiros do time podem pesar para uma negociação.

"Se ele precisar sair, vai fazer falta, mas se for bom para o Santos e para o jogador, o treinador não vai interferir", avisou Jair, que agora deverá escalar Gustavo Henrique ao lado de Lucas Veríssimo contra o São Paulo.