Com vários problemas, Jair escalará sexto Santos 'diferente' em 2018

O treinador tem sofrido para encontrar o time ideal após saídas de Lucas Lima e Ricardo Oliveira

por Agência Estado

Santos, SP, 07 - Os problemas, os desfalques e as mudanças na escalação vêm marcando o início do trabalho de Jair Ventura no Santos. Às vésperas de enfrentar a Ferroviária pela sexta rodada do Campeonato Paulista, em partida marcada para sábado em Araraquara, há uma certeza: o time vai entrar em campo com a sexta escalação diferente em 2018, o que tem forçado o treinador a recorrer aos jovens das divisões de base para escalar a equipe.

Além de ter sofrido com a saída de jogadores que eram referências no elenco após a última temporada, como o meia Lucas Lima e o centroavante Ricardo Oliveira, e a chegada de poucos reforços - o time contratou o lateral Romário e os atacantes Eduardo Sasha e Gabriel -, Jair tem encontrado dificuldades para definir a formação ideal do Santos em 2018.

Desde a primeira rodada do Paulistão, o treinador vem sofrendo com os desfalques, tanto que no jogo com o Linense perdeu o atacante Bruno Henrique e o zagueiro Lucas Veríssimo, ambos lesionados. Depois, no jogo contra o Ituano, o lateral Victor Ferraz sofreu luxação no ombro. E, no último compromisso do time, o clássico com o Palmeiras, Eduardo Sasha sofreu pancada na cabeça e o zagueiro Luiz Felipe teve estiramento na coxa esquerda.

A sequência de jogos na temporada também levou Jair a poupar os volantes Renato e Alison e o zagueiro David Braz de alguns compromissos. Durante o Paulistão, Caju conquistou a titularidade na lateral esquerda, em detrimento de Romário, assim como Sasha ficou com a vaga de Rodrigão no ataque. E Alison e Copete foram advertidos com o terceiro cartão amarelo no clássico com o Palmeiras e não poderão enfrentar a Ferroviária.

Jair Ventura ainda não encontrou o time ideal do Santos
Jair Ventura ainda não encontrou o time ideal do Santos
INCERTEZAS!
Com tantos problemas, Jair segue sem conseguir fixar uma escalação no Santos, situação que atrapalha o time no Paulistão. A equipe até lidera o Grupo D, mas os apenas sete pontos somados em cinco jogos mostram um desempenho irregular do time no início da temporada.

"Quando tentamos buscar equilíbrio no conjunto, numa equipe, de repente, perdemos vários por lesão. Não conseguimos montar a equipe ideal. Essas coisas acontecem e ele (Jair Ventura) está recorrendo ao elenco, que está tendo oportunidade e serve para mostrar que todos vão ter oportunidades", afirmou Daniel Guedes, que ocupou a lateral direita do Santos após a lesão de Victor Ferraz.

Para o duelo com a Ferroviária, já são certas as ausências dos suspensos Alison e Copete, que deverão ser substituídos por, Matheus Jesus e Gabigol, que faria a sua reestreia pelo clube, respectivamente.

Mas os problemas do time não são apenas esses, pois a disponibilidade de Bruno Henrique e Victor Ferraz, em recuperação de problemas não está definida, assim como a de Lucas Veríssimo, que está em negociações para se transferir ao Spartak Moscou.

Luiz Felipe e Sasha, que deixaram o clássico com o Palmeiras lesionados, ainda precisarão ser avaliados. Caso sejam vetados, Robson Bambu e Rodrygo podem ganhar nova chance com Jair, que vem recorrendo às divisões de base para tentar resolver os muitos problemas do Santos em 2018.