Paulistão: Derrota para o Palmeiras não abala confiança dos jogadores do Santos

Jair assumiu um time desfigurado com as saídas de Ricardo Oliveira e Lucas Lima

por Agência Estado

São Paulo, SP, 05 - A derrota no clássico para o Palmeiras não abalou a confiança dos jogadores do Santos, tampouco a do técnico Jair Ventura. Mesmo lamentando o resultado adverso de 2 a 1 no Allianz Parque, no último domingo, pelo Campeonato Paulista, o zagueiro David Braz saiu em defesa da "boa" apresentação do time da Vila Belmiro.

Parte do entendimento do elenco sobre a condição do time no Estadual, apesar da derrota, diz respeito à liderança do grupo e no reforço com a iminente estreia de Gabriel, que não foi relacionado para o duelo com o Palmeiras por decisão do treinador.

"O campeonato não acabou, nós até conversamos sobre isso no vestiário", disse o zagueiro. "Perdemos, estamos chateados, mas ainda tem muita coisa para acontecer na disputa. Além disso, estamos em primeiro no nosso grupo", disse David Braz.

Derrota para o Palmeiras não abala confiança dos jogadores do Santos
Derrota para o Palmeiras não abala confiança dos jogadores do Santos
Jair assumiu um time desfigurado com as saídas de Ricardo Oliveira e Lucas Lima. Mesmo assim, vem tentando reformar a equipe. Sua decisão de não escalar Gabriel partiu por causa do planejamento que ele fez para o atacante em seu retorno da Europa e também, segundo ele, porque precisava avaliar alguns atletas durante a partida.

O Santos também sofre nesse começo de ano com a quantidade de lesões, o que enfraquece o elenco. "A gente precisa ter paciência", disse o jogador. "Logo no começo do campeonato, perdemos o Lucas Veríssimo e o Bruno Henrique, que é um jogador importante. E contra o Palmeiras perdemos mais dois (Sasha e Luiz Felipe). Ainda assim, tivemos nossas chances." David Braz também admitiu que o Santos oscila nesse início e que a torcida precisa ter mais calma com o elenco em formação.

Uma das boas redescobertas do Santos na temporada é Vecchio. O meia argentino tem sido fundamental na condução da bola do time no meio de campo. Sobre o jogo com o Palmeiras, ele admitiu que o primeiro gol do rival logo cedo, aos 2 minutos, bagunçou um pouco a proposta santista. "O Palmeiras fez gols no início dos dois tempos. Isso atrapalha um pouco. Foi um jogo parelho. Perdemos nos detalhes. É início de temporada. O Jair tem um planejamento. O primeiro objetivo é classificar e ir para o mata-mata", disse.