Ficam os Aneis

Uma pena a atitude de Neymar. Não saber distinguir a instituição Santos Futebol Clube de dirigentes que vem e vão

por Agência Futebol Interior

“O Santos entrou na justiça com a gente. São detalhes que ninguém sabe. É complicado. As pessoas só sabem da história por fora. Não tenho obrigação nenhuma de dar parabéns ao Santos. Não sou obrigado a fazer o que todos querem.”

Uma pena a atitude de Neymar. Não saber distinguir a instituição Santos Futebol Clube de dirigentes que vem e vão é, no mínimo, pura ignorância. Parabenizar o clube que o projetou para o futebol, pelos seus 105 anos de existência, não é mesmo uma obrigação.

Mas seria um gesto de carinho para quem o alvinegro da Vila Belmiro realmente pertence: seus torcedores. Os quais, aliás, não acredito que irão idolatrá-lo da mesma forma a partir de agora.

Que venha a público, então, nos fazer saber da “história por dentro”.

O respeito a quem sempre gritou teu nome com paixão verdadeira, está acima de qualquer imbróglio judicial.

Lembrando que há pendências financeiras com os dois “raios” anteriores, Pelé e Robinho. Nem por isso eles deixaram de manifestar o orgulho em fazer parte desta história. Afinal, não lhes falta humildade, apesar de grandes.

Por RUBENS PACHECO