Muricy Ramalho desabafa e diz que merecia ganhar Santander Libertadores

treinador conseguiu recuperar a equipe na fase de grupos da Libertadores e classificá-la.

por Agência Estado

Santos, SP, 23 (AFI) - O técnico Muricy Ramalho conquistou na noite de quarta-feira um inédito título na sua gloriosa carreira. Quatro vezes campeão brasileiro e dona de seis conquistas estaduais, o treinador se consagrou com o Santos ao faturar o título da Libertadores com a vitória por 2 a 1 sobre o Peñarol, no Estádio do Pacaembu. O treinador revelou que se sentia pressionado para conquistar o título continental pela primeira vez na sua carreira.

"Segurar a ansiedade de ontem para hoje foi difícil demais. Na minha cabeça vinham todas essas imagens de quando eu cheguei bem perto do título com o São Paulo, mas não consegui. Aí você fica com rótulo de não ser o cara que não ganha Libertadores. Mas nunca desisti e nem abaixei a cabeça. Sempre continuei trabalhando", disse Muricy.

Na sua segunda passagem pelo São Paulo, Muricy faturou um tricampeonato brasileiro, mas também ficou marcado por não ter conseguido levar o time ao título da Libertadores, mesmo tendo disputado a competição quatro vezes. Além disso, ele fracassou uma vez pelo São Caetano. Assim, o treinador admitiu que a conquista tem um valor especial após tantos fracassos.

"Acho que realmente o Santos mereceu o título. Mas para mim, era um título que estava engasgado. Estou brigando há muitos anos por isso. Acho que chegou minha vez e estou super feliz. Mas, não foi fácil a ansiedade. Estou aqui há dois meses e já ganhei dois títulos. Então, agora, não é só trabalho, é muito trabalho", desabafou.

Muricy assumiu o comando do Santos no início de abril. O treinador conseguiu recuperar a equipe na fase de grupos da Libertadores e classificá-la para as oitavas de final com duas vitórias. Depois, foi campeão do Campeonato Paulista e conduziu o time no restante da campanha do terceiro título da competição continental, coroada com a vitória sobre o Peñarol.