Ricardo Luz quer Santo André concentrado no mata-mata e lamenta ausência da torcida

Santo André lidera o Grupo B e a classificação geral do Paulistão com 20 pontos

por Agência Futebol Interior

Santo André, SP, 23 (AFI) - O Campeonato Paulista ficou paralisado por quatro meses por conta da pandemia do novo coronavírus e voltou na última quarta-feira. Só uma coisa não mudou: o melhor clube de 2020. O Santo André se classificou e já começou a pensar no mata-mata.

"Sabemos que vamos enfrentar equipes de qualidade, de Série A do Brasileiro, então não vai ser nada fácil. Temos que estar concentrados e fazermos o nosso melhor. Todo mundo se entregando, se dedicando bastante. Assim podemos tentar algo maior na competição", analisou o lateral Ricardo Luz ao Portal Futebol Interior.

Foi dele o cruzamento para o gol de Rodrigo no empate, por 1 a 1, com o Santos, pela 11ª e penúltima rodada do Paulistão. Com possibilidade de ser o mandante no mata-mata, o Ramalhão não terá a força da torcida por conta dos portões fechados e isso foi lamentado por Ricardo Luz.

"Com certeza vamos sentir falta do nosso torcedor que estava comparecendo ao estádio, nos apoiando. Vai ser um mata-mata diferente, sem torcida, sem o público lotando o estádio. Mas temos que seguir firmes para poder concentrar e dar nosso melhor", disse.

Focado no próximo estágio. (Foto: Rodrigo Corsi / FPF)
Focado no próximo estágio. (Foto: Rodrigo Corsi / FPF)
NO RITMO!

O Santo André lidera o Grupo B e a classificação geral do Paulistão com 20 pontos. São seis vitórias, dois empates e três derrotas. Aproveitamento de 60,6%.

"Sim. Acho que voltamos com o ritmo esperado. Sabíamos que teríamos dificuldade na parte física, mas creio que a equipe foi muito bem. Soubemos nos portar direitinho. A parte física no final pesou um pouco, mas devido ao desgaste da partida que foi grande", explicou Luz.

Mesmo diante da melhor campanha e da vaga assegurada com uma rodada de antecedência, Ricardo Luz não quis projetar briga pelo título. Pelo contrário! Ele manteve os pés no chão.

PÉS NO CHÃO!
"Faltam muitas fases para chegarmos à sonhada final e ao título. Acho que temos que pensar jogo a jogo, manter a cabeça no lugar e fazer o melhor para buscar o título", finalizou o lateral ao Portal FI.

Sem poder atuar no Bruno José Daniel, o Santo André se despedirá da primeira fase no Estádio do Canindé, em São Paulo, contra o Ituano no domingo, às 16 horas. O adversário das quartas de final será o Palmeiras.