Série C: Treinador do Santa Cruz elogia equipe e celebra bom momento

'Eu me sinto muito bem no Santa', disse Martelotte, que garantiu a primeira posição do Grupo A, com três rodadas de antecedência

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 16 (AFI) - Após vencer o Remo, pelo placar de 2 a 0, jogando fora de casa, na última rodada da Série C, o Santa Cruz, comandado por Marcelo Martelotte, garantiu a liderança do Grupo A, com três rodadas de antecedência.

FOCO TOTAL

O treinador comemorou a vitória e a boa fase da equipe na competição nacional, além de garantir foco pela classificação à Série B.

Foto: Rafael Melo / Santa Cruz
Foto: Rafael Melo / Santa Cruz

"Eu me sinto muito bem no Santa Cruz, me sinto muito bem em um clube que eu já passei tantas vezes e as coisas simples deram certo. Eu sempre gosto de agradecer pelo entendimento do que a gente pede, pela compreensão do quanto é importante, para o torcedor do Santa Cruz, essa campanha de acesso e isso tem sido colocado em campo, por isso os números têm sido tão positivos, por isso a sequência de sete vitórias, a quebra de alguns recordes, de alguns tabus”, disse Martelotte.

PÉ NO CHÃO
O comandante do Santa Cruz ainda comentou sobre as duas últimas partidas do clube e disse que é preciso manter o pé no chão para conquistar o acesso.
"Foram jogos diferentes. o jogo de sábado passado, na nossa casa, a gente controlou bem o jogo, teve menos dificuldades, a gente até vê pela participação do Maycon, que hoje foi muito maior. A gente teve mais dificuldades, a nossa atuação no geral, na parte coletiva, não foi tão boa quanto na semana passada, mas o que me agradou mais foi a superação."
"A gente tinha mais desfalques ainda que na semana passada, perdemos jogador durante o jogo, mas, independente disso, o jogadores que entram têm dando o máximo, mesmo não tendo o mesmo entrosamento”, afirmou o treinador.
ENTREGA
Martelotte ainda reforçou a entrega do elenco em busca do objetivo principal da equipe na temporada e afirmou que os atletas estão totalmente focados.
“A gente perde um pouco na questão coletiva, mas vontade é 100% e foi isso que fez a diferença hoje. A nossa disposição de, mesmo sofrendo em alguns momentos, brigar até o final, lutar até o final e, nas oportunidades que o adversário nos deu, a gente aproveitou, mostrou nossa qualidade. Então tem muitos aspectos positivos, mas eu fico satisfeito principalmente por ter vencido os nossos dois adversários diretos", finalizou Marcelo Martelotte.