Problemão! Time da Série C já vê perda de 70% em arrecadação com sócios

“Nosso recurso hoje está difícil", disse Fred Dias, diretor de futebol e membro do núcleo gestor tricolor

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 18 (AFI) - As finanças dos clubes brasileiros começam a apresentar problemas em virtude da pandemia de covid-19, o novo coronavírus. Um dos afetados pela doença é o Santa Cruz, segundo Fred Dias, diretor de futebol e membro do núcleo gestor tricolor.

O dirigente revelou que o Santinha viu a arrecadação com sócios cair 70% em abril - primeiro mês inteiramente sem futebol - antes eram R$ 250 mil; agora, foram R$ 70 mil.

Foto: Divulgação - Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
“Nosso recurso hoje está difícil. Temos em torno de R$ 200 mil a R$ 250 mil por mês com arrecadação de sócios e isso em abril caiu para R$ 80 mil. É uma diminuição substancial dos nossos recursos, mas como disse antes, estamos nos esforçando criando novas formas de receita e diminuindo o custo operacional”, afirmou em entrevista à Rádio Jornal.

“Sempre importante a torcida ficar ciente, sabemos que estão passando por um momento difícil, mas é importante que mantenham o sócio em dia, fale com amigos. Não queremos que falte nada em casa, mas é importante que o torcedor entenda a situação, esse tempo diferente do habitual, sem jogos”, continuou.

A TEMPORADA
O Campeonato Pernambucano foi interrompido após oito das nove partidas da primeira fase. Santa Cruz, com 22 pontos, e Salgueiro, com 16, estariam avançando diretamente às semifinais. Retrô e Náutico, com 12, Sport, com 11, e Afogados, com 10, iriam aos playoffs. O Tricolor do Arruda tem como grande objetivo, porém, o acesso no Campeonato Brasileiro da Série C.