Zagueiro do Sampaio revela motivos que deram início à confusão no clássico Maranhense

O Sampaio Corrêa revelou em seu site oficial que colocou seu departamento jurídico para prestar apoio ao atleta

por Agência Futebol Interior

São Luís, SP, 16 (AFI) - O clássico entre Sampaio Corrêa e Moto Club, válido pelo Campeonato Maranhense, ganhou contornos polêmicos ao fim dos 90 minutos, quando membros das duas equipes se desentenderam na descida para o vestiário.

CONFUSÃO

Zagueiro Paulo Sérgio revelou motivos que deram início à confusão (Foto: Ronald Felipe)
Zagueiro Paulo Sérgio revelou motivos que deram início à confusão (Foto: Ronald Felipe)
Apontado como pivô da confusão por integrantes do clube motense, liderados pelo supervisor André Gomes, o zagueiro Paulo Sergio prestou depoimento à polícia após a partida, e revelou os verdadeiros motivos que deram início ao tumulto.

“Eu estava descendo para o vestiário quando o tal André me chamou e disse: ‘Rasga aí, Paulo Sérgio, F…’, e depois cuspiu na minha cara. Eu o empurrei e depois começou a briga. Ele é o mesmo que pisou no escudo do Sampaio, ano passado”, declarou o zagueiro boliviano, reproduzindo as mesmas palavras que constam no Boletim de Ocorrência.

POSIÇÃO DO CLUBE

O Sampaio Corrêa revelou em seu site oficial que colocou seu departamento jurídico para prestar apoio ao atleta, e tratará a questão apenas internamente e ainda aproveitou para frisar que reprova qualquer tipo de atitude que extrapole as quatro linhas do campo, principalmente envolvendo violência.

Por fim, lamentou que tal incidente tenha se iniciado com uma atitude que afronta os cuidados sanitários em tempos de pandemia.

VIROU A CHAVE

Após o clássico maranhense, o Sampaio Corrêa já está com atenções totalmente voltadas para o jogo decisivo da Copa do Nordeste, que ocorrerá neste domingo contra o Ceará, na Arena Castelão. O duelo único vale uma vaga para a semifinal do Nordestão.

O volante Ferreira evitou alongar as lamentações durante a reapresentação, e pediu foco total para que o Sampaio possa conquistar a vaga no Nordestão.

“Estamos chateados, não poderia ser diferente, mas já temos que pensar no Ceará, que tem um time muito qualificado, e vamos precisar usar todas as nossas forças para tentar conseguir essa classificação para a próxima fase da Copa do Nordeste”, frisou.