Série B: Presidente do Sampaio Corrêa fala sobre rumores de saída de artilheiro

"É normal que clubes estejam observando o jogador, mas a sua não vinda com delegação é por problemas de saúde na família"

por Agência Futebol Interior

São Luís, MA, 11 (AFI) - O Sampaio Corrêa-MA chegou na cidade de Campinas, onde treina nesta segunda-feira (11), no CT da Ponte Preta e, em seguida, viaja para Ribeirão Preto para o confronto diante do Botafogo, pela 34ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

O técnico Léo Condé terá novamente problemas para escalar sua equipe. O lateral-esquerdo Marlon e o volante Ferreira continuam no departamento médico, além do atacante Caio Dantas, que está com problemas familiares. Recentemente o atacante teve o pai internado pela covid-19 e agora sua avó está na UTI, em Santos.

ARTILHEIRO SAI OU NÃO?

Sobre rumores da saída do atleta, o presidente Sérgio Frota, dirigente com maior número de títulos no clube, foi taxativo em conversa com Portal Futebol Interior.

“O Caio Dantas é o artilheiro da equipe e da Série B. É normal que clubes do Brasileirão e do exterior estejam observando o jogador, mas a sua não vinda com delegação é por problemas de saúde na família e, por isso, resolvemos liberar o atleta desta partida. Muito se especula da sua saída definitiva, mas temos uma cláusula que o atleta só sai com liberação do clube”, disse o presidente.


SÉRIE A: Gol de São Paulo 0 x 1 Santos:




Sérgio Frota (fundo) e Léo Condé (frente)
Sérgio Frota (fundo) e Léo Condé (frente)
LUTA POR ACESSO

Outra coisa que deixou muito irritado o presidente é referente aos comentários que o clube não tem desejo de buscar o acesso e queda na tabela de classificação faltando ainda cinco rodadas.

Vale lembrar que o time do técnico Léo Condé perdeu cinco atletas nos últimos jogos.

“Temos mais cinco partidas em que vamos brigar até o último jogo em busca do acesso e esses comentários que não queremos subir é balela.

Qual clube não gostaria de disputar um Brasileirão em que a rentabilidade é de R$ 20 milhões?

Tivemos muitos problemas no início da competição pela covid, mas chegamos à vice-liderança e nos últimos sete jogos tivemos mais de cinco atletas titulares que foram desfalques, mas vamos continuar brigando”, disse presidente Sérgio Frota.