Série C: Após primeira derrota, João Brigatti fala em 'assimilar lições' pelo acesso

Antes do revés diante do Náutico, em Recife, Sampaio Corrêa vinha embalado por seis jogos de invencibilidade sob novo comando

por Agência Futebol Interior

São Luís, MA, 13 (AFI) - Depois de início fulminante no cargo técnico do Sampaio Corrêa, com um empate e cinco vitórias consecutivas, João Brigatti conheceu o seu primeiro tropeço na Série C do Campeonato Brasileiro.

O Bolívia Querida foi superado pelo Náutico, por 2 a 1, no Estádio dos Aflitos, na última segunda-feira, e viu a sequência positiva ser interrompida.

O duelo também ficou marcado pela reclamação maranhense por não ter pênalti marcado, após a bola bater no braço do zagueiro do Timbu - não foi usado o mesmo critério pelo fato de o árbitro ter assinalado a marca da cal em lance que resultou no gol pernambucano.

João Brigatti quer usar derrota em Recife como aprendizado para o mata-mata - Lucas Almeida / Sampaio Corrêa
João Brigatti quer usar derrota em Recife como aprendizado para o mata-mata

"É lógico que a gente não vem para ao jogo com o objetivo de perder. Apesar disso, serve para saber que ninguém é imbatível. Não pode, dentro de um torneio tão duro, se dar ao luxo de perder tantas oportunidades no ataque. Que sirva de lição e exemplo!", lamentou o comandante boliviano

"Pode ter certeza que o grupo vai assimilar essa cobrança, pois vamos trabalhar muito para melhorar neste fundamento. Houve uma conversa franca no vestiário. O trabalho será intensificado nesta semana para corrigir os erros antes da fase decisiva, as quartas de final, em busca do acesso à Série B", emendou.

O QUE VEM POR AÍ?

Ainda na liderança isolada do Grupo A, o Sampaio Corrêa deixou Recife e voou para Natal, onde enfrenta o lanterna ABC, no próximo sábado, a partir das 19h15, no Frasqueirão.

O objetivo do time de São Luís é confirmar posição entre os dois melhores da chave para ter vantagem de jogar o segundo jogo do mata-mata no Estádio Castelão.