Roberto Fonseca analisa o título do Sampaio Corrêa na Copa do Nordeste

Analisando o jogo, o treinador ainda pontuou o empate com o Bahia dentro da Arena Fonte Nova

por Agência Futebol Interior

Salvador, BA, 07 (AFI) – Roberto Fonseca comemorou e muito o título da Copa do Nordeste com o Sampaio Corrêa. Contratado no início de maio para substituir Francisco Diá, o treinador chegou em São Luís sem nenhuma projeção de título na temporada, muito pelo contrário: o clube já brigava contra a zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro. Quase dois meses depois, o comandante não escondeu a felicidade.

“É importante no currículo, na vida profissional, jogão diante de 40 mil pessoas. Ganhou aquele que fez por merecer. Fizemos 1 a 0 dentro de casa, parecia pouco, mas soubemos administrar”. Fonseca chegou e, dentro de casa, venceu o Vitória nas quartas de final, depois o ABC na semi e o Bahia na final. Longe dos seus domínios, também mostrou muita qualidade para resistir a pressão dos times adversários.

Roberto Fonseca analisa o título do Sampaio Corrêa na Copa do Nordeste
Roberto Fonseca analisa o título do Sampaio Corrêa na Copa do Nordeste
Analisando o jogo, Roberto ainda pontuou o empate com o Bahia dentro da Arena Fonte Nova. “A gente sabia das dificuldades. Faltou encaixar melhor o contra-ataque. Eu não coloquei o time para trás, coloquei o time pra marcar na frente. Você tem que ser mortal e faltou isso. Mas hoje não é dia de cobrar, é dia de comemorar porque somos campeões do nordeste. Segunda-feira a gente pensa em outra coisa”.

Com 15 pontos, o Sampaio Corrêa briga contra a zona de rebaixamento da Série B – tem um jogo atrasado com o Juventude, marcado para o dia 17 de julho, às 20h30, dentro do Castelão. Com o título da Copa do Nordeste, o clube garante uma vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2019, além de uma gorda premiação de quase R$ 6 milhões.

 
 
" />