Paulista A3: Artilheiro do Rio Preto acha difícil volta do estadual: 'Vamos esperar'

"Vamos esperar o que vão fazer. Com relação a volta da competição eu acredito que dificilmente vai acontecer"

por Agência Futebol Interior

São José do Rio Preto, SP, 21 (AFI) - Em meio a pandemia do coronavírus que assombra o mundo, o artilheiro do Campeonato Paulista Série A3, o atacante Gabriel Barcos, do Rio Preto, que tem seis gols, falou com o Portal Futebol Interior sobre a paralisação da competição até a segunda ordem da Federação Paulista de Futebol.

Restam quatro rodadas para o término da primeira fase se assim for prosseguir o torneio. Na tabela, o Jacaré é o nono colocado com treze pontos ganhos e um ponto do G8 que pertence ao Desportivo Brasil.

TODOS PREJUDICADOS

"Infelizmente não é só o futebol, mas muitas empresas estão sendo prejudicadas por isso. Na verdade o país todo.

A gente lamenta e muito por isso, até porque estávamos na fase da competição que estava determinando praticamente os classificados com todos com chances de classificação e nós na briga por uma vaga.

Então, a gente sente muito isso, mas temos que respeitar. É uma coisa que não pode brincar e isso está causando muitas mortes. Vamos aguardar o que vai acontecer, mas o mais importante neste momento é olhar com muito apego ao ser humano", disse.

Foto: Muller Merlotto Silva
Foto: Muller Merlotto Silva
RETOMADA DO CAMPEONATO

Ele também comentou sobre a volta do campeonato estadual e o ajuste no calendários.

Segundo ele, será difícil uma saída, mas será preciso mesmo aguardar as próximas semanas.

Ele ressaltou também que a hora é de todos se cuidarem e ficarem em casa.

"Vamos esperar o que vão fazer e com relação a volta da competição eu acredito que dificilmente vai acontecer até porque temos outras competições em andamento, ainda tem o brasileiro, a maioria dos clubes praticamente vão disputar a Copa Paulista.

Eu acho que vai embolar muito as datas de jogos prejudicando o calendário, mas vamos aguardar o desfecho. O mais importante é a saúde de todos e vamos nos resguardar com cada cidadão fazendo a sua parte ficando em casa num momento tão crítico que atravessamos", finalizou.