Paulista A3: Presidente do Rio Preto reclama de distância e propõe regionalização

Ao todo, o time rio-pretense irá fazer oito jogos longe de São José do Rio Preto e irá percorrer cerca de 4.750 km entre ida e volta

por Agência Futebol Interior

São José do Rio Preto, SP, 26 (AFI) - Após a Federação Paulista de Futebol (FPF) divulgar a tabela do Campeonato Paulista da Série A3, o presidente do Rio Preto, José Eduardo Rodrigues, veio a público para mostrar seu descontentamento com a distância que o Jacaré irá percorrer para fazer os jogos fora de casa.

Ao todo, o time rio-pretense irá fazer oito jogos longe de São José do Rio Preto e irá percorrer cerca de 4.750 km entre ida e volta dos jogos, para visitar os seguintes times: Grêmio Osasco, em Osasco, o Paulista de Jundiaí, o EC São Bernardo, de São Bernardo do Campo, o Velo Clube, de Rio Claro, o Primavera de Indaiatuba, Batatais, Marília e Linense da cidade de Lins.

Presidente do Rio Preto reclama de distância e propõe regionalização
Presidente do Rio Preto reclama de distância e propõe regionalização
"A gente tá colando na conta somente a distância e a quilometragem sem incluir o pedágio, as despesas de hotéis e viagens com antecedências, enfim. É um absurdo e foi por isso que o Rio Preto nos últimos arbitrais brigou em bom sentido na regionalização da competição com dois grupos de oito equipes em turno e returno classificando-se os quatro primeiros colocados de cada chave. Cada equipe faria 14 jogos na primeira fase. Com relação ao rebaixamento para não prejudicar nenhuma agremiação faria o quadrangular da morte com os dois últimos colocados de cada grupo. Os dois piores disputariam em 2021 a Segundona Paulista", disse o mantarário.

REGIONALIZAÇÃO
Para José Eduardo Rodrigues o melhor a ser feito seria um estadual com grupos regionalizados.

"Com a regionalização, nós teríamos uma diferença enorme de viagens e, é claro quilometragem. Ex: jogaríamos, em Barretos, Batatais, Marília. Lins, Rio Claro, Porto Feliz e Indaiatuba, totalizando um percurso de 2.834 quilômetros e, economizando cerca de 1.920, quilômetros. O Rio Preto tentou fazer a sua parte, mas no último arbitral dois clubes foram contrários. Agora, é encarar a realidade e buscar nosso objetivo que o acesso. Estamos trabalhando juntamente com a comissão técnica para isso acontecer até porque os atletas que estão chegando já demonstraram comprometimentos com o clubes por onde passaram", finalizou o cartola.

TÁ CHEGANDO A HORA
Ainda sem horário determinado, o Rio Preto estreia na Série A3 contra o Comercial, em casa, no Estádio Rio-Pretão.