Paulista A2: Rio Claro adere à campanha contra homofobia nos estádios

Presidente da equipe participou de ação no intervalo da última partida pela Série A2

por Agência Futebol Interior

Rio Claro, SP, 10 (AFI) - Nas últimas semanas, diversos clubes e federações aderiram a uma campanha contra a homofobia no futebol, fazendo referência ao número 24, alvo de preconceito no Brasil por conta do jogo do bicho, em que o número é representado pelo animal veado.

O Rio Claro Futebol Clube decidiu aderir à campanha e promoveu uma ação no intervalo do jogo contra o Juventus, realizado no último domingo, no Estádio Augusto Schmidt Filho, em Rio Claro, pela quinta rodada do Campeonato Paulista Série A2.
Presidente do Rio Claro (com a camisa 24 na mão) junto de torcedores que participaram da ação (Foto: Divulgação/ Rio Claro)
Presidente do Rio Claro (com a camisa 24 na mão) junto de torcedores que participaram da ação (Foto: Divulgação/ Rio Claro)

Na campanha, o presidente do Galo Azul, Dayvid Medeiros, vestiu uma camisa com a numeração 24, com os dizeres #TodosContraAHomofobia, e jogando como goleiro, fez uma disputa de penalidade com torcedores. Ricardo Rocha, zagueiro do tetra da Copa do Mundo da Seleção Brasileira, parabenizou a iniciativa através de uma rede social.

COMO COMEÇOU

A campanha teve iniciativa quando um diretor do Corinthians disse que não daria a camisa número 24 ao volante colombiano Cantillo, recém contratado pela equipe. O reforço costumava usar a numeração em seu antigo clube, o Junior Barranquilla, da Colômbia.

Desde então, diversos clubes e federações estaduais de futebol começaram a pedir o fim da discriminação ao número 24, em campanha intitulada #PedeA24.

CONFIRA A PUBLICAÇÃO DO PRESIDENTE DO RIO CLARO

Espaço incorporado por HTML (embed)