Rio Branco ganhará almanaque com mais de 500 páginas em fevereiro

Livro terá as fichas de todos os jogos e as biografias de jogadores e técnicos, além da história completa do clube de Americana

por Agência Futebol Interior

Americana, SP, 05 - O Rio Branco Esporte Clube vai entrar nesse início de ano para um seleto grupo de clubes brasileiros que têm sua história detalhada em um almanaque. Diferentemente de outras publicações do gênero, o livro “Almanaque do Rio Branco – O Embaixador de Americana” vai também contar a história do clube, em textos e fotos, da fundação em 1913 à participação no campeonato estadual de 2020. A previsão de lançamento é para fevereiro.

Rio Branco - O Embaixador de Americana é um projeto cultural realizado por meio do Programa de Ação Cultural - ProAC-SP, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, que tem iniciativa do jornalista Claudio Gioria e produção cultural da 3marias. O patrocínio é dos Supermercados São Vicente.

DETALHES

O almanaque terá 576 páginas e será dividido em três partes. Na seção “Jogo a Jogo”, as fichas técnicas de pouco mais de 2.100 jogos do Rio Branco, curiosidades de diversas partidas e as classificações de cada fase de campeonatos disputados pelo Tigre. Na seção “Quem é Quem”, as biografias – acompanhadas do número de jogos, gols, vitórias, empates e derrotas – de cada um dos 1.637 jogadores que vestiram a camisa do clube e dos 108 treinadores que já comandaram o time. Nesta seção, um diferencial em relação aos almanaques de outros clubes brasileiros: as fotos de 1.321 jogadores e 96 técnicos.

Estádio Décio Vitta também terá sua história detalhada no livro (Foto: Aluisio Bertalia)
Estádio Décio Vitta também terá sua história detalhada no livro (Foto: Aluisio Bertalia)

Em outras 240 páginas, coloridas, o livro detalha os 107 anos de vida do clube, sendo que, a partir de 1979, quando o Rio Branco retornou ao futebol profissional após duas décadas, essa história é contada, detalhadamente, ano a ano. O livro terá ainda páginas dedicadas à história da construção do Riobrancão, batizado de Estádio Décio Vitta em 1986, além de uma série de números e curiosidades na seção “Tira-Teima”.

O Almanaque do Rio Branco é fruto de cerca de 20 anos de pesquisa do jornalista Claudio Gioria e completa um projeto de preservação da história do clube que teve início com o documentário “Tigre de Americana, Uma Paixão Centenária”, lançado em 2016, com direção de Luciana Teixeira, também realizado por meio do ProAC-SP e com patrocínio dos Supermercados São Vicente. Desde o início deste ano, o filme está disponível no https://hotm.art/FilmeTigredeAmericana.