Copa Verde: Márcio Fernandes condena derrota do Remo no jogo de ida em Ceilândia

Time de Belém tem obrigação de vencer por dois ou mais gols de diferença para avançar às quartas de final

por Agência Futebol Interior

Belém, PA, 14 (AFI) - Márcio Fernandes não mediu palavras para expor indignação com a derrota no Remo diante do Sobradinho-DF, no duelo de ida das oitavas de final da Copa Verde.

O revés por 1 a 0 deixou o comandante paraense furioso. Não só pelo resultado, mas sobretudo pelo desempenho demonstrado em Ceilândia.

"Nós não jogamos nada. Não tenho nada para falar. Infelizmente, levamos o gol, tentei fazer o meu melhor. Sei da responsabilidade que tive. Agora é virar a chave, focar na Série C e buscar a vitória", esbravejou.

Márcio Fernandes critica atuação do Remo em derrota na Copa Verde - Divulgação / Remo
Márcio Fernandes critica atuação do Remo em derrota na Copa Verde

Em desvantagem, o Leão Azul se vê na necessidade de vencer o rival do Distrito Federal por dois ou mais gols de diferença para avançar às quartas de final da Copa Verde - o duelo de volta está agendado para a próxima quarta-feira, 21 de agosto, às 20h30, no Mangueirão.

E AGORA?

Antes de decidir vaga no torneio mata-mata, o Remo volta as atenções à Série C do Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso da equipe paraense é nesta sexta-feira, 16, diante do São José-RS, às 20h, também no Mangueirão.

O Rei da Amazônia, ainda em busca de classificação às quartas de final, ocupa o sexto lugar, com 23 pontos, um abaixo em relação ao Volta Redonda, primeiro integrante do G4 do Grupo B.

O clube porto-alegrense, por sua vez, é o terceiro com 25, em duelo decisivo pelas primeiras posições.