Série C: Avaliada em R$ 15 milhões, sede social do Remo vai a leilão

Diretoria do clube tenta cancelar a praça, marcada para o dia 17 de julho

por Agência Futebol Interior

Belém, PA, 09 (AFI) - Em meio à queda de produção dentro de campo, o Remo tem problemas fora dele para resolver. A sede social do clube, localizada na Avenida Nazaré, em Belém, irá a leilão no dia 17 de julho, daqui uma semana, na Receita Federal.

O imóvel é avaliado em R$ 15 milhões, que será também o lance mínimo. Nos próximos dias, o departamento jurídico do clube trabalhará para tentar cancelar o leilão, conforme já fez em outras oportunidades, uma vez que o problema é recorrente.

Sede social do Remo tem leilão marcado. (Foto: Divulgação / Clube do Remo)
Sede social do Remo tem leilão marcado. (Foto: Divulgação / Clube do Remo)
A dívida em questão é oriunda da gestão de Raimundo Ribeiro, presidente do clube entre 2007 e 2008. Foi feito um acordo para que o valor fosse quitado, mas ao longo dos anos uma série de parcelas seguiu em aberto.

Nos últimos anos, o Remo tem sofrido bastante com a questão financeira, muito disso em razão de problemas com a Justiça Trabalhista. Em maio da atual temporada, no entanto, foi divulgado um levantamento que considerou uma redução de 70% das dívidas trabalhistas do clube.