Atlético Araçatuba 1 x 1 Red Bull - A um passo do primeiro título

por Agência Futebol Interior

Araçatuba, SP, 15 (AFI) - O Red Bull deu um importante passo para conquistar o título inédito do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Em um jogo bastante equilibrado, o Touro arrancou um empate, por 1 a 1, contra o Atlético Araçatuba, na manhã deste domingo, no Estádio Adhemar de Barros, em Araçatuba.Com este importante resultado, o Red Bull jogará por um empate na partida de volta da decisão, que acontece no próximo

domingo, às 10 horas, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Ao Tigre resta uma vitória simples. Como teve melhor campanha, o Touro entrou na final com a vantagem de jogar por dois empates.

O fato lamentável ficou por conta da premiação definida pela Federação Paulista de Futebol (FPF). O campeão receberá um valor simbólico de apenas R$ 40 mil pelo título. O vice terá direito a somente R$ 20 mil.

Nada de gols
time acuou o Atlético e poderia ter aberto o placar logo aos dois minutos. O atacante Eydson cruzou pela meia esquerda e o Apesar de atuar fora de casa, o Red Bull jogou muito à vontade nos primeiros dez minutos. Com uma forte na saída de bola, o meia Zé Maria desviou de cabeça, rente à trave direita do goleiro Gabas.Aos poucos, porém, o Tigrão conseguiu se desvencilhar da forte marcação adversária e equilibrou o jogo. Tanto que criou duas

boas oportunidades. Na melhor deleas, aos 14 minutos, o lateral Leandro recebeu passe pelo lado direito da área e bateu cruzado, com muito perigo pela linha de fundo.

Percebendo o crescimento dos donos da casa, o Tourão passou a parar as jogadas com falta, o que deixou a partida bastante amarrada pelos minutos seguintes. Somente aos 29 minutos, os mandantes voltaram a assustar em um lance individual do atacante Joe. Ele escapou com liberdade pela esquerda e soltou uma bomba pela linha de fundo.Nos últimos 15 minutos, o domínio territorial voltou a ser do time de Campinas, que "povoou" o campo de ataque rival. Apesar

disso, a única chance clara de gol saiu apenas em uma jogada de bola parada. Aos 35, em cobrança de falta ensaiada, Zé Maria rolou para Eydson, que mandou próximo ao poste esquerdo do goleiro.

Gols e "pedrada"
Na segunda etapa, a expectativa era de que os dois times se arriscassem um pouco mais e o jogo ficasse mais aberto. Principalmente, porque o Atlético abriu o placar logo aos sete minutos. O volante Sérgio Manoel encontrou o atacante Jackson, livre no meio da área, e o jogador só tocou na saída do goleiro Luiz Fernando. Foi 22º gol do artilheiro da competição.

A torcida local, contudo, teve pouco tem para comemorar. Logo que sofreu o gol, o Red Bull partiu para o ataque em busca do empate, que veio dois minutos depois. O lateral Jefferson escapou pela esquerda e bateu rasteiro. A bola desviou em Leandro e encobriu Gabas.

Depois do empate, o ritmo do jogo caiu drasticamente e as duas equipes sentiram o forte calor que fazia em Araçatuba. O jogo precisou ser paralisado por alguns instantes, porta conta de uma pedra atirada por torcedores do time da casa em um dos assistentes, que não chegou a ser atingido.

Revoltado com a situação, o árbitro Paulo Roberto Ferreira pegou o objeto atirado no gramado, entregou-o ao quarto árbitro e prometeu relatar tudo na súmula. "Se não houver segurança para que possamos trabalhar, eu encerro a partida", disparou visivelmente nervoso.

A situação, porém, foi contornada e o jogo recomeçou. Antes do final, cada time teve uma grande chance de marcar. Aos 42, após levantamento da esquerda, Eydson cabeceou pela linha de funda ótima oportunidade de virar para o Touro. Aos 46, o meia Rafael Lópes, que invadiu a área, limpou a jogada e chutou em cima do goleiro.

Ficha Técnica

Atlético Araçatuba 1 x 1 Red Bull

Local: Estádio Adhemar de Barros, em Araçatuba-SP
Árbitro: Paulo Roberto Ferreira
Cartões Amarelos: Jefferson, Ricardo Rocha e Zé Maria (Red Bull)
Gols: Jackson aos 7'/2T (Atlético Araçatuba); Jefferson aos 9'/2T (Red Bull)

Atlético Araçatuba
Gabas; Leandro, Josimar, Negretti e Jefinho; Franz, Sérgio Manoel, Biro (Rafael Lopes) e Romarinho (Jonata); Joe (Bruno) e Jackson.
Técnico: China.

Red Bull
Luiz Fernando; Henrique, Carlinhos, Ricardo Rocha e Jefferson; Dudu (Bud), Guaranésia, Zé Maria (Leandro) e Luciano Mandi (Otávio); Eydson e Cezar.
Técnico: Jair Picerni