Com Luís dos Reis, Primavera vira ‘bicho papão’ na Segundona Paulista

Treinador é experiente e tem conquistado bons resultados com o Fantasma da Mogiana

por Agência Futebol Interior

Indaiatuba, SP, 15 (AFI) – O Primavera é um dos times a serem batidos no Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Sob o comando de Luís dos Reis (foto abaixo), o time fez ótima primeira fase e se classificou para seguir sonhando com o acesso à Série A3 de 2018. Os números mostram que o Fantasma da Mogiana virou ‘Bicho Papão’ no Estadual.

Os números mostram que o Primavera está impossível. Foi o melhor time da primeira fase, tendo somado 30 pontos. Ao lado do EC São Bernardo somou nove vitórias nos 14 jogos iniciais. Um dos pontos mais fortes do time é a defesa, a segunda menos vazada do campeonato: apenas seis gols.

Além da ótima campanha na primeira fase, a equipe defendeu uma invencibilidade de oito jogos. São seis vitórias e dois empates. A última derrota foi logo no início do campeonato, para o EC São Bernardo, por 1 a 0, em Indaiatuba.

“Tivemos algumas dificuldades no início da competição, o que é normal. Montamos uma equipe através de avaliações e também de jogadores que voltaram de empréstimo ou disputam a Copa São Paulo. Depois o time foi se encaixando e o resultado está aí dentro de campo”, disse o treinador Luís dos Reis.

Foram feitas avaliações com mais de 100 jogadores de Indaiatuba e Região. Um trabalho de qualidade do técnico, juntamente com o diretor de futebol Roque Francischinelli, o Bozó, e o investidor Gilmar Lucas, das empresas GR Sports e JC Pavimentação.

“Foi um início complicado, mas sempre pensando em realizar um grande trabalho. Então o primeiro passo foi dado e agora vamos manter os pés no chão com muita humildade e encarar essa segunda fase como se fosse jogos finais”, completou Reis.

O Primavera estreia na segunda fase neste domingo, quando visitará o Taquaritinga, às 10 horas. Ainda fazem parte da chave: Manthiqueira e José Bonifácio.

MAIS SOBRE LUÍS DOS REIS
Luís dos Reis milita no futebol há quase duas décadas e tem bastante rodagem, sobretudo, no futebol do interior. Após iniciar na base do Palmeiras e no final da década de 90, ele já passou por Botafogo-SP, Operário-MT, Ventforet Kofu (Japão), Marcílio Dias-SC, Primavera, São José-RS, Camboriuense-SC, Guarani-SC, Santacruzense, Portuguesa Santista, Inter de Limeira, Guarujá, Gonden Arrows (África do Sul) e Palmeiras-B.

Além de Marilia onde levou a equipe da Série A3 até Elite do Paulista, Matonense, Rio Claro, Velo Clube, essa é sua terceira passagem pelo Primavera, em 2003 conquistou acesso a Série A-3 e dirigiu a equipe em 2006.

aaa