Copa SP: Júlio César leva o Primavera à terceira fase, igualando campanha de 2016

O treinador, porém, quer mais e já mira o confronto diante do Ituano. Melhor campanha do clube foi em 2001, quando ficou em terceiro

por Agência Futebol Interior

Indaiatuba, SP, 11 (AFI) - O Primavera segue vivo e muito forte na disputa da 48ª Copa São Paulo de Futebol Júnior. Nesta terça-feira, o Fantasma eliminou mais um adversário e avançou à terceira fase. Jogando com um grande apoio da torcida, que compareceu em peso no estádio Ítalo Limongi, o time bateu o Santa Cruz por 3 a 2.

O time é comandado pelo ex-lateral-direito da Ponte Preta, Bragantino e Marília, Júlio César. Em 2016, o treinador levou o time até a terceira fase, quando foi eliminado nos pênaltis para o Avaí. Repetindo o excelente trabalho, Júlio César está perto de bater a sua marca. Para isso, basta eliminar o Ituano, que também passou de fase ao bater o Atlético-PR.

A melhor campanha do Primavera foi em 2001, quando ficou em terceiro lugar, eliminando times como Vasco da Gama e América-MG. Na época a competição contava com 72 equipes. Na semifinal, foi eliminado pelo São Paulo na prorrogação, em jogo que rendeu muita reclamação sobre a arbitragem.

O JOGO
O jogo começou com o Primavera tomando a iniciativa e chegando várias vezes com perigo, principalmente com seu artilheiro Jonas, o Toró, como é conhecido. Aos 20 minutos, o Santa Cruz acordou para o jogo e conseguir realizar algumas finalizações, mas sem perigo. No finalzinho do primeiro tempo, aos 40 minutos, em bate e rebate na área, a bola sobrou para Gabriel, que não perdoou e abriu o placar para o Fantasma.

Na etapa final, os dois times voltaram mais dispostos a marcar e deu resultado. Aos 15 minutos, após cobrança de escanteio, Rabiola, de cabeça, ampliou a vantagem para o Primavera. Logo em seguida, porém, pênalti a favor do Santa Cruz, convertido por Alessandro.

Aos 25 minutos, o artilheiro apareceu, e como apareceu. Toró recebeu excelente passe na ponta esquerda, invadiu a área e soltou uma bomba. Que golaço! A bola, caprichosamente, ainda bateu no travessão antes de entrar. Três minutos depois, Robinho fez o segundo do Santa, dando números finais ao jogo.

aaa