Potiguar: Após acesso, Globo quer ser potência do Estado

O time fundado em 2012 almeja a conquista de uma das vagas para a Série D

por Agência Futebol Interior

Ceará-Mirim, RN, 22 (AFI) - Um projeto um tanto quanto audacioso surgiu no Nordeste, mais precisamente em Ceará-Mirim, no Rio Grande do Norte. O empresário Marconi Barreto e presidente do clube decidiu criar o Globo Futebol Clube. Fundado em 18 de outubro de 2012, que não tem nada a ver com o Globo Sport Clube, extinto time dos anos 60 que surgiu em Natal-RN.

O projeto engloba transformar a equipe em uma potencia do estado no menor período de tempo possível. As expectativas são boas, já que na temporada passada, o time conseguiu o acesso inédito à elite do futebol do Rio Grande do Norte, com a conquista da Segunda Divisão estadual.

Agora na elite, o grande objetivo do time e não ser mais uma das equipes que sofrem com o efeito sanfona de subir e descer de divisão. Para isto, o clube está investindo em sua estrutura.

Até o momento são dois campos de treinamentos, sendo que um está em processo de construção, além de um estádio para 10.000 pessoas, o Barretão.

O treinador do clube, Higor César, avaliou a competição estadual.

“É um campeonato muito acirrado. Não podemos tropeçar porque temos uma chave muito competitiva”, comentou o treinador que está em sua primeira experiência profissional e tem passagens por Alecrim e outros clubes empresas do Estado.

No entanto engana-se que o Globo pretende apenas ser conhecido regionalmente. As pretensões vão além e o time presidido por Marconi Barreto almeja a conquista de uma vaga para a Série D do Brasileirão.

Para isso, seu time precisa ir muito bem no estadual.

 
 
" />