Paulista A2: Em carta, presidente pede paciência e vê Portuguesa no caminho certo

Frustrado com eliminação para o XV de Piracicaba, Antonio Carlos Castanheira faz ponderações sobre o ano rubro-verde até aqui

por NETLUSA

São Paulo, SP, 15 - Nesta terça-feira (15), a Portuguesa divulgou uma carta do presidente Antonio Carlos Castanheira em suas redes sociais. Um dia após a derrota em casa por 1 a 0 para o XV de Piracicaba e a consequente eliminação nas quartas da Série A2 do Campeonato Paulista, o mandatário rubro-verde falou do trabalho árduo que está sendo feito no clube.

Além disso, Castanheira ainda mostrou ter a convicção de que o clube está em evolução e no caminho certo para retornar aos grandes torneios. Para finalizar, ele ainda pediu que o torcedor continue apoiando a Lusa, pois o clube precisa desse apoio.

CONFIRA A CARA NA ÍNTEGRA
Passadas algumas horas, peço licença para me dirigir ao torcedor da Portuguesa que, como eu, sofre com o resultado obtido na última segunda-feira (14), pelo Campeonato Paulista. Nosso objetivo principal não foi conquistado e isso é frustrante demais para todos os envolvidos, dentro e fora do Clube. Porém, no papel de Presidente, é preciso ponderar, analisar e avaliar.

Desde janeiro estamos trabalhando por uma nova Portuguesa, profissional, moderna e estruturada. Não é um processo que se conclua do dia para a noite, é um caminho árduo em que os resultados nem sempre chegam da maneira esperada.

 Antonio Carlos Castanheira - Foto: Ronaldo Barreto/NETLUSA
Antonio Carlos Castanheira - Foto: Ronaldo Barreto/NETLUSA
Nosso Departamento de Futebol se organizou, superou uma pandemia, cumpriu suas obrigações com todos os profissionais sempre com responsabilidade em nosso orçamento. Quando preciso, mudamos para sair de uma situação incômoda. Crescemos, evoluímos, mas não foi o bastante para a conquista do objetivo, ainda.

Porém, tenho certeza de que estamos no caminho certo, que é com esse norte que vamos retomar nosso lugar. Agora é momento de aprender com os erros para não mais repeti-los e melhorar para a próxima competição. Tenho plena convicção da evolução mesmo em tempos difíceis de pandemia, mas com trabalho digno e honesto, de todos os profissionais envolvidos no futebol.

Não peço paciência ao torcedor, porque este tem sofrido demais ao longo dos últimos anos e sempre esteve ao lado da Portuguesa. Porém, peço que confiem no trabalho, pois é com ele que vamos vencer e conquistar nossos objetivos.

Obrigado, Antonio Carlos Castanheira