Presidente de time do Paulista A2 faz jogo duro e garante permanência de técnico

Antonio Carlos Castanheira rasga elogios à Fernando Marchiori e afirmou: 'Só sai por cima do meu cadáver'

por NETLUSA

São Paulo, SP, 03 (AFI) - Antonio Carlos Castanheira, presidente da Portuguesa, foi enfático e garantiu a permanência do técnico Fernando Marchiori. Após alguns rumores sobre uma saída, o mandatário aproveitou a live realizada nas redes sociais do clube, na última terça-feira (02), para destacar o compromisso assumido com o comandante.

“Ele só sai por cima do meu cadáver. Assumiu o compromisso comigo e não é só de um ano. Não vamos conseguir fazer tudo que precisamos nesse prazo. A torcida precisa ter paciência. Dá para questionar um treinador desse? Os números já mostram sua qualidade, assim como o Flávio. O Marchiori foi considerado o melhor treinador do Paraná, quando estava no Maringá, tem acessos com excelentes trabalhos e entende que a filosofia é exatamente essa que estamos implantando. Ele se sujeita a ir lá, por o pé na grama, falar com o sub-15, 17 e 20. Faz isso com o amor. Você acha que irei perder um profissional desse? Ele já deu sua palavra e só sai por cima do meu cadáver. Se tentar alguma coisa vai se ver comigo. Já dei meu recado para ele”, declarou.

Presidente da Lusa garante permanência de Marchiori: “só sai por cima do meu cadáver” (Foto: Ronaldo Barreto/NETLUSA)
Presidente da Lusa garante permanência de Marchiori: “só sai por cima do meu cadáver” (Foto: Ronaldo Barreto/NETLUSA)
CATEGORIAS DE BASE
Castanheira também explicou que pretende utilizar a várzea para atrair novos talentos às categorias de base rubro-verde. O dirigente espera, no mínimo, ter um titular e um reserva para cada posição e completar o restante do plantel de 28 jogadores com promessas da equipe.

“Tinha vontade de colocar as escolinhas com a várzea. Teremos ‘olheiros’ nessas regiões estabelecidas para fazer as pontes com possíveis pérolas que de lá estejam saindo. Temos que plantar isso agora para gerar nossos ídolos do futuro. Sempre estive em arquibancada e o maior prazer era falar dos nossos jogadores que vieram da base, como Zé Roberto e Zé Maria. Quando isso rodar, esperamos completar o elenco com a base, tendo ao menos seis atletas da base”, afirmou.

Para o presidente da Lusa, a terceirização que aconteceu nos últimos anos não pode nunca mais se repetir.

“A base estava terceirizada quando chegamos, então prorrogamos para a Copa São Paulo. Dentro do nosso conceito, esperamos que a base esteja integrada ao elenco profissional. Então, já encerramos esse contrato, estamos fazendo um balanço final da prestação de contas agora. Conseguimos resolver esse problema e já estamos trabalhando para a volta da base. A base é o futuro da Portuguesa, não poderia nunca estar terceirizada”, finalizou.