Paulista A2: Portuguesa pode ter prejuízo com 'meia de confiança' de técnico. ENTENDA

Como já tinha um pré contrato assinado com o Altos, a Lusa terá que pagar R$ 150 mil para ficar com Roger Gaúcho

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 27 (AFI) - Apenas dois dias após oficializar a chegada do meio-campista Roger Gaúcho, a Portuguesa terá que lidar com um problema para ficar com o jogador para a disputa do Campeonato Paulista da Série A2. Isso porque, o atleta de 33 anos, já havia assinado um pré-contrato com o Altos, antes de ser anunciado pela Lusa.

Com isso, segundo informações da diretoria do time nordestino, a Portuguesa terá que pagar R$ 150 mil para ficar com o jogador - valor firmado em uma das cláusulas da multa por quebra de contrato. Além disso, o presidente do Altos, Warton Lacerda foi incisivo em seu discurso, dizendo que o jogador terá que atuar pelo clube.

Portuguesa pode ter prejuízo com Roger Gaúcho
Portuguesa pode ter prejuízo com Roger Gaúcho

"Ele não vai poder jogar lá. Ele tem pré-contrato assinado, e nós puxamos o contrato dele na CBF. Só joga se for no Altos. E tem multa, que não é barata", disse o dirigente.

Outra solução para a Lusa é tentar um acordo amigável com o Altos.

FOCO EM 2020
Com ou sem o meio-campista, a Portuguesa já havia oficializado dez reforços. São eles: Kaio Henrique e Caíque (volantes); Bruno Maia e Raniele (zagueiros); Bruno Mota e Adilson Bahia (meias); Vinícius Pedalada e Léo Pereira (laterais); Murilo Prates (goleiro); Jorge Eduardo (atacante).

Além disso, o clube rubro-verde renovou com seis jogadores que disputaram a Copa Paulista, torneio no qual foi eliminado ainda primeira fase: o goleiro Dida, os zagueiros Henrique Motta e Patrick, os laterais Igor e Cesinha e o atacante Maicom Jesus.