Paulista A2: Portuguesa deve adotar postura ofensiva contra o Santo André

Time do técnico Vica depende apenas das próprias forças para avançar às quartas de final

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 28 (AFI) - Depois de uma grande reação na reta final da Série A2, desde a chegada do técnico Vica, a Portuguesa chega à última rodada dependendo das próprias forças para avançar às quartas de final. O resultado que interessa no duelo deste sábado, contra o Santo André, é a vitória, e até por isso o comandante rubro-negro deve armar o time de uma maneira mais ofensiva.

Conforme ele indiciou nas coletivas e nos treinos durante a semana, a tendência é que os 11 jogadores sejam os mesmos, mas com uma alteração no desenho tática. Diferente da vitória por 2 a 1 sobre o Votuporanguense, quando armou a equipe no 4-4-2, Vica deve optar pelo 4-3-3 diante do Ramalhão.

Para isso, Gerley deve ter o posicionamento alterado. Após jogar na linha entre o armador Kleiton Domingues e o ataque, ele deve ser deslocado para uma das beiradas na linha de frente, formando um trio ofensivo ao lado de Anderson Cavalo e Fernandinho.

Portuguesa se prepara para duelo decisivo. (Foto: Everton Calício / Portuguesa) - Everton Calício / Portuguesa
Portuguesa se prepara para duelo decisivo. (Foto: Everton Calício / Portuguesa)

Alguns jogadores seguem fora de combate. Husdon continua em tratamento no departamento médico, enquanto nomes como André Rocha e Bruno Costa estão em transição. Cesinha, por sua vez, deve estar à disposição, mas o mais provável é que o jovem volante Patrick, autor do primeiro gol da vitória sobre o CAV, siga improvisado na lateral esquerda.

A Portuguesa deve ir a campo com Dida; Bruno Ribeiro, Lucas Bahia, Guilherme Garutti e Patrick;
Jonatas Paulista, Paulinho e Kleiton Domingues; Gerley, Anderson Cavalo e Fernandinho.