Portuguesa 4 x 2 Madureira - Estevam dá bronca, Lusa dança o vira e retorna ao G4 da Série C!

Jogo celebrou o aniversário da Portuguesa, que no dia 14 de agosto comemorou 95 anos

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 17 (AFI) - Nunca uma conversa nos vestiários mudou tanto a história de um jogo. Na noite desta segunda-feira, no fechamento da 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série C, a Portuguesa venceu, de virada, o Madureira, por 4 a 2, após ter jogado muito mal o primeiro tempo e garantir o importante resultado, após a bronca dada por Estevam Soares, que também mexeu bem no time.

Com os três pontos, a Lusa chegou aos 18 pontos, mesma pontuação do Juventude, mas que leva vantagem no número de vitórias, 5 x 4, retornando ao G4 da Série C, após estar fora desde a quinta rodada, quando o Ju assumiu a posição.

Já o Madureira segue rondando a zona de rebaixamento, permanecendo com dez, quatro pontos a mais que Guará e Caxias, que possuem seis.

O resultado foi bom para os torcedores também celebrarem o aniversário da Portuguesa, que no dia 14 de agosto comemorou 95 anos.

MADUREIRA EFICIENTE!
Mais uma vez jogando de segunda-feira, a Portuguesa fez o que tem feito em todos os jogos, mais posse de bola e pouca eficiência ofensiva. Melhor para o Madureira, que aos 12 minutos abriu o placar. Após cobrança de escanteio, João Carlos subiu mais que todo mundo e testou para o fundo das redes.

Como acontece, no resto do primeiro tempo, a Lusa ficou trocando passes na intermediária, buscando espaços na defesa do Madureira, mas com falta de vontade, pouco fazia no setor ofensivo.

Melhor para o Tricolor, que aos 40, num rápido contra-ataque, quase fez o segundo. João Carlos recebeu na pequena área, mas com o péssimo estado do gramado do Canindé, ele se enrolou na hora do domínio e perdeu uma chance clara.

LUSA VAI PARA CIMA!

Jogadores comemoram um dos gols da vitória da Lusa
Jogadores comemoram um dos gols da vitória da Lusa
O Madureira começou o jogo surpreendendo, novamente, e logo aos três minutos perdeu a chance de matar o jogo. A defesa da Lusa saiu jogando errado, com o goleiro Tom, que perdeu para Arthur Faria, ele tentou jogada individual, mas acabou perdendo a bola, que sobrou para Leandro Chaves, que bateu e em cima da linha a defesa da Lusa evitou o gol.

A oportunidade perdida acordou a Lusa, que foi para cima e aos dez fez o gol de empate. Após rápida jogada pela lateral, a bola foi cruzada para Hugo, que na pequena área, desviou para o fundo das redes.

O Canindé virou um caldeirão, com os 1300 torcedores presentes e, com a força das arquibancadas, a Lusa chegou a virada. Aos 23, Victor Bolt cobrou escanteio na área, Magno tentou afastar, mas acabou fazendo contra o próprio gol.

Quando os torcedores achavam que a Lusa venceria sem dificuldades, o Madureira conseguiu novamente empatar a partida. Numa linda cobrança de falta aos 27, Leandro Chaves bateu no ângulo esquerdo do goleiro Tom, que para muitos falhou no lance e estava mal posicionado.

MATOU O JOGO!
Enquanto todos achavam que seria uma vitória no sufoco, se vencesse, a Lusa, aos 33 fez o terceiro. Após boa troca de passes, a bola foi rolada para Milton Júnior, que da entrada da área, bateu muito bem no canto de Márcio, vendido na jogada.

Para fechar o caixão, aos 36, a Lusa fez o quarto gol. Após lindo contra-ataque, a bola foi lançada para Guilherme Queiroz, que bateu na saída do goleiro, por cima, fazendo a festa dos torcedores no Canindé.

PRÓXIMOS JOGOS
A Lusa volta ao gramado no próximo domingo, quando enfrenta o Guaratinguetá, às 11 horas, em São Paulo. Por sua vez, o Madureira joga no sábado, no mesmo horário, contra o Tupi.

Ficha Técnica

Fase
1ª fase
Rodada
12ª rodada
Data
17/08/2015
Horário
20h30
Local
Estádio Canindé - São Paulo (SP)
Árbitro
Antonio Dib Moraes de Sousa - PI

Renda
R$ 27.050,00
Assistentes
Esdras Mariano de Lima Albuquerque-AL e Gustavo Rodrigues de Oliveira - SP

Público
1.302 pagantes
Cartões Amarelos
Portuguesa-SP: Igor
Madureira-RJ: Luiz Felipe, Bruno, Leandro Chaves

Gols
Portuguesa-SP: Hugo 11' 2T, Magno 24' 2T (contra), Milton Júnior 33' 2T, Guilherme Queiroz 36' 2T
Madureira-RJ: João Carlos 13' 1T, Leandro Chaves 27' 2T
Portuguesa-SP
Tom;
Osvaldir (Gustavo Cascardo), Anderson Luiz, Luan e Julinho;
Renan, Milton Júnior, Victor Bolt e Diego (Igor);
Gulherme Queiroz e Hugo (Guilherme Almeida).
Técnico: Estevam Soares
Madureira-RJ
Márcio;
Formiga, Admílton, Luis Felipe e Wallace;
Gilson, Magno (Léo Guerreiro), Leandro Chaves (Ramon) e Bruno (Leleu);
Arthur Faria e João Carlos.
Técnico: Toninho Andrade
 
 
" />