Portuguesa contrata Júnior Lopes, técnico que levou o Tombense até a semifinal do Mineiro

O técnico de 42 anos é filho de Antonio Lopes, treinador da Lusa na década de 1990

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 21 (AFI) – Demorou, mas a Portuguesa finalmente tem um novo técnico para a sequência da temporada. Na noite desta terça-feira, o executivo de futebol do clube, José Reis, juntamente com o gerente de futebol, Luiz Simplício, se reuniram com Júnior Lopes e fecharam um acordo com o treinador. Ele chega a Lusa com o respaldo de ter levado o Tombense até a semifinal do Campeonato Mineiro.

Júnior Lopes já conhece a Série C
Júnior Lopes já conhece a Série C

O novo comandante lusitano vem de um brilhante trabalho no time de Tombos, que terminou a Primeira Fase do Campeonato Mineiro com um aproveitamento superior a 60%, na frente de clubes mais tradicionais, como América-MG. Afora isso, ele também é conhecido por ser filho de um grande personagem do futebol brasileiro: ex-treinador Antônio Lopes, hoje dirigente do Botafogo.

No ano passado, Júnior Lopes foi o responsável pela montagem do elenco do Macaé, que ao final do Campeonato Brasileiro da Série C sagrou-se campeão. O conhecimento na divisão, aliás, foi de fundamental importância para que a Lusa se interessasse por sua contratação.

Apesar de jovem, 42 anos, Júnior Lopes já acumula passagens como auxiliar por Flamengo, Vasco, Botafogo e até Seleção Brasileira Sub-17. Como treinador, já comandou CSA-AL, Iraty-PR, Duque de Caxias, Macaé e Tombense-MG.

A apresentação do novo técnico da Lusa será nesta quarta-feira, um dia antes do confronto diante do Ituano, pela Segunda Fase da Copa do Brasil. Neste jogo, o time será comandado pelo interino Gérson Sodré.

Antes do acerto com Júnior Lopes, a Portuguesa analisou uma lista de treinadores, todos com o mesmo perfil. Entre os nomes, avaliados pela nova diretoria estavam também Geraldo Dellamore, Leo Condé, Tarcisio Pugliese, Fahel Júnior, Mabília, Mazola Júnior e Estevam Soares.

NOVA LUSA?
A Portuguesa tenta se reerguer após a queda no Paulistão, a quarta nos últimos quatro anos. Antes da chegada do novo treinador, houve uma reformulação na diretoria. Primeiro chegaram o executivo de futebol do clube, José Reis, e o gerente de futebol, Luiz Simplício. Depois, foi anunciado o ex-vice-presidente do Corinthians, Luís Paulo Rosenberg como consultor de marketing.

Após a renúncia do ex-presidente Ilídio Lico, no dia 20 de março, o então vice-presidente de finanças, Jorge Manuel Marques Gonçalves, assumiu a presidência. Ele teria 30 dias para convocar novas eleições. Contudo, a reunião do Conselho Deliberativo, que discutiria o futuro do clube, no dia 31 de março, foi cancelada por falta de quórum.

Sem dinheiro em caixa para a reformulação do elenco, a Lusa espera definir sua situação política, nos próximos dias, para definir o planejamento para o Brasileiro da Série C.

Com uma dívida que já ultrapassa a casa dos R$ 100 milhões, a Lusa vê apenas uma saída para a salvação do clube. Um é a busca de parceiros para tocar o futebol. Já para sanar as dívidas, a venda de parte do terreno do Canindé, que fica na Marginal Tietê.

Antes da estreia na Série C, contra o Londrina, no interior paranaense, a Lusa ainda tem compromisso pela Copa do Brasil. Após eliminar o Santos-AP, o time encara o vencedor do confronto entre Ituano e Joinville.

 
 
" />