Atacante da Ponte comenta segundo gol contra o Santos, em 18 segundos e 12 toques

“Foi uma jogada de treino e um golaço de toda a equipe”, afirmou o atacante, que dividiu a autoria

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 19 (AFI) - A Ponte Preta sufocou o Santos na última sexta-feira e, em 33 minutos, consolidou uma goleada de três a zero, que teve em comum o fato de todos os gols terem saído em contra-ataques rápidos, bem planejados e com bons toques de bola.

AUTORIA

Não à toa, o atacante João Veras fez questão de dividir a autoria quando comentou a segunda vez que balançou as redes, em uma jogada que saiu dos pés do goleiro Ygor Vinha s e que, em 12 toques e 18 segundos, estava no fundo das redes do adversário.

Foto: Ponte Press / Diego Almeida
Foto: Ponte Press / Diego Almeida

“Foi uma jogada de treino, com todo mundo correndo, trabalhando. Tanto é que passou no pé de cinco pessoas além do Ygor até chegar pra eu chutar. Foi um golaço de toda a equipe, não foi só meu, foi de todos. Só quero agradecer a Deus e a todos eles”, diz o camisa 45 que, não custa lembrar, também foi o responsável por balançar as redes no primeiro tento anotado no Majestoso, após matar no peito e mandar com força e sem defesa pro goleiro oponente.

GRANDE ATUAÇÃO

Entre os muitos comentários positivos da imprensa ao time durante a pós a partida – todos os jogadores receberam elogios, em especial o quarteto Veras, Niltinho, Camilo e Moisés – houve quem tivesse ressaltado uma atuação muito acima do camisa 45 em relação a outras partidas. Em relação a essa observação, o atleta responde com humildade.

“Confesso que antes não estava 10%0, mas a equipe sempre me ajudou, meus companheiros sempre me deram força. Sei do meu potencial, do meu futebol e Deus me abençoou na sexta com dois gols e com a vitória, o que é mais importante”, conclui o atacante, que espera anotar mais gols na noite desta segunda (19) contra o Red Bull Bragantino, uma partida que promete muita dificuldade na casa do oponente.

PREPARAÇÃO

Para vencer, a Macaca (que está concentrada, no sistema “de bolha” determinado pelas regras sanitárias relativas à prevenção da Covid no futebol) segue sem descanso. Os atletas treinaram ontem e hoje mais uma vez, na expectativa de fazer um bom jogo em Bragança Paulista.