Meia deixa Chapecoense e assina com a Ponte Preta até o fim da Série B

Revelação da Chapecoense, o jogador tem 22 anos e chegou a ser pretendido também pelo CRB

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 22 (AFI) - A segunda-feira foi de novidade na Ponte Preta. O meia Vini Locatelli, Chapecoense, que já vinha treinando com o elenco em Itu, assinou o contrato, nesta tarde, como novo reforço do time campineiro até o final do Campeonato Brasileiro da Série B. A tendência é que o nome do atleta apareça no BID nas próximas horas.

Vini Locatelli era dado como certo na Ponte Preta há mais de dez dias, mas questões burocráticas atrasaram a oficialização. O jogador vinha tendo o nome ligado à Ferroviária, mas o próprio presidente do time de Araraquara, Carlos Salmazo, negou o interesse no atleta. Para ceder ao clube alvinegro, a Chapecoense ficou com uma porcentagem em cima dos direitos econômicos do jogador.

Revelação da Chapecoense, Vini Locatelli tem 22 anos e chegou a ser pretendido também pelo CRB, que será adversário da Ponte Preta no Campeonato Brasileiro da Série B. Na Ponte Preta, o atleta chega para substituir Vinícius Zanocelo, que foi negociado com a Ferroviária.

Vini assinou com a Ponte Preta. Foto: Márcio Cunha / Chapecoense
Vini assinou com a Ponte Preta. Foto: Márcio Cunha / Chapecoense

Até aqui, a Ponte Preta oficializou as contratações dos meias Renan Mota e Thalles, o zagueiro Ednei, além dos atacantes Bruno Michel e Paulo Sérgio.

MAIS DE VINI!
Essa será a primeira experiência de Vini Locatelli fora da Chapecoense. Promovido ao profissional em 2019, o meia de 22 anos foi rebaixado no Brasileirão daquele ano, mas deu a volta por cima com o título da Série B.

Na última temporada, Vini Locatelli disputou 26 partidas e não balançou as redes. Ao todo, no profissional, o meia tem 33 jogos e dois gols marcados.

Durante a paralisação do futebol por conta da pandemia do novo coronavírus, em junho do ano passado, o meia foi sondado pelo Athletico-PR, mas a Chapecoense bancou sua permanência.