Reforço da Ponte fala em acesso, mas avisa: "Foco é no Paulistão"

Luis Oyama falou com torcedores da Macaca na manhã deste domingo em live realizada pelo clube

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 12 (AFI) - Após realizar um bom Campeonato Paulista com a camisa do Mirassol, o meia Luis Oyama, 23 anos, é um dos reforços da Ponte Preta. O atleta conversou na manhã desde domingo com torcedores da equipe alvinegra em uma 'live' realizada pelo clube. Ele ressaltou a importância de buscar o acesso na Série B do Brasileiro, mas deixou claro que o foco será o estadual, onde a equipe briga contra o rebaixamento.

"Não estamos pensando na Série B neste momento. O foco total é no Paulistão. O time é de qualidade. Quem chegou, veio para somar. Esperamos brigar pelo acesso e fazer uma boa Copa do Brasil", falou.

Vale lembrar que Luis Oyama não poderá atuar pela Ponte no Paulistão, pois veio do Mirassol, equipe que também disputa o torneio. Além dele, Rayan, Luizão, Ernandes, Neto Moura e Camilo também só jogarão os torneios nacionais. Apesar disso, o novo reforço, ressaltou os planos da Ponte na temporada 2020.

Luis Oyama reforça a Ponte Preta
Luis Oyama reforça a Ponte Preta
"Fazer de tudo para honrar essa camisa. Alcançar os objetivos traçados pela Ponte no campeonato. Todo mundo sabe o peso dessa camisa e farei o possível para conseguir meu espaço e ajudar a levar o clube à Série A", completou.

Sobre suas características, disse: "Sou um atleta versátil. Comecei jogando de meia-atacante, fui para segundo volante. E fiz o campeonato paulista de primeiro volante. Me entrego muito dentro de campo, tenho bom passe, mas vai ficar a critério do professor para me colocar onde achar que terei um rendimento melhor.

Por fim, falou sobre a torcida: "Em 2018, fizemos a final contra a Ponte Preta. Torcida é fanática. Acabei me arrepiando ainda pelo Mirassol. Agora pelo lado alvinegro, farei meu máximo para representar isso dentro de campo", finalizou.

PAULISTÃO
Visando o Paulistão, a Ponte Preta quer se recuperar no estadual. Nas 10 partidas pelo Grupo A disputadas antes da paralisação, o time somou 7 pontos, ocupando a lanterna. Nas duas rodadas finais, o time campineiro terá o Novorizontino, em casa, e o Mirassol, como visitante.