Depois de 106 dias, Ponte Preta retorna ao CT em treinamento com bola; veja detalhes

Macaca dividiu atletas em grupos durante atividade a céu aberto e sem aglomeração

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 01 (AFI) - A Ponte Preta, enfim, está de volta. Se a retomada das competições oficiais ainda não tem data definida, a Macaca retornou, na manhã desta quarta-feira, aos trabalhos no CT do Jardim Eulina.

Os jogadores estiveram presentes no complexo e sentiram o gostinho do contato com bola, já no primeiro dia de liberação do estado de São Paulo para atividades in loco no mês de julho.

Ponte Preta está de volta aos trabalhos presenciais - Luiz Guilherme Martins / AA Ponte Preta
Ponte Preta está de volta aos trabalhos presenciais
Para evitar aglomeração, uma das determinações do protocolo de saúde idealizado pelo Departamento Médico, os profissionais foram divididos em grupos reduzidos, em movimentação a céu aberto, cuja duração foi por volta de 45 minutos, além de trabalhos físicos.

ORIENTAÇÕES

Por determinação das autoridades, todos os atletas chegaram ao CT já uniformizados e se dirigiram ao gramado.

É importante destacar que o aquecimento foi feito na área externa, haja vista a academia, refeitório, salas internas e refeitório estarem completamente fechados na pandemia.

O primeiro dia de trabalho contou com a presença de todos os nomes que foram aprovados nos exames de coronavírus, realizados no último fim de semana, no Estádio Moisés Lucarelli.

BAIXAS

O elenco da Ponte Preta tem seis profissionais em isolamento social. Três atletas testaram positivo para o coronavírus no PCR-RT (Bruno Reis, Danrley e Luizão), enquanto Betão Guastali (preparador de goleiros), Cléber Reis e Roger vão fazer contraprova ainda nesta semana.