Com apenas um jogo no ano, volante tem futuro incerto na Ponte Preta

Vander está emprestado pelo Tombense até o fim da temporada 2020

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 20 (AFI) - Embora a Ponte Preta foque exclusivamente na caça por novas contratações para sequência da ano, a reformulação do elenco será processo natural após a pandemia do coronavírus.

Um dos nomes em possível lista de saída é Vander. Em três meses de temporada até a paralisação do calendário nacional, volante praticamente não foi aproveitado pelos técnicos Gilson Kleina e João Brigatti e tem futuro incerta na Macaca quando o futebol for reiniciado.

Sem espaço, Vander tem futuro incerto na Ponte Preta - Luiz Guilherme Martins / PontePress
Sem espaço, Vander tem futuro incerto na Ponte Preta
Sem espaço até aqui, o atleta está emprestado pelo Tombense até 10 de dezembro de 2020 - o vínculo com o clube mineiro, contudo, é válido até 2024.

Até momento, contudo, o Departamento de Futebol, capitaneado pelo executivo Gustavo Bueno, não comenta, tampouco cogita desligamento de nenhuma peça de forma oficial.

QUEM É?

Grande aposta das categorias de base do Cruzeiro, Vander foi utilizado uma única vez pela Ponte Preta no Campeonato Paulista.

No jogo que culminou na queda de Kleina, participou de apenas 13 minutos do revés frente o Ituano, em 17 de fevereiro, no Estádio Novelli Júnior.

O jogador, depois de perder os primeiros compromissos por problema físico, foi relacionado em outras seis vezes na temporada, mas não saiu do banco: Internacional de Limeira, Palmeiras, Ferroviária, São Paulo, Red Bull Bragantino e Guarani.

Nos bastidores do Moisés Lucarelli, alguns dirigentes defendem a continuidade de Vander, haja vista não ter tido oportunidade de apresentar o que se esperava e, principalmente, por sequer ter tido sequência dentro de campo.

Ao menos até aqui, os representantes não receberam nenhum posicionamento sobre a intenção de a Ponte Preta liberá-lo.