Entusiasmado, Brigatti rasga elogios a 'talismã' da Ponte Preta: 'Enche os olhos'

Vinícius Zanocelo foi titular da Macaca nos dois últimos jogos antes da paralisação

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 22 (AFI) - João Brigatti não escondeu o tamanho da admiração em Vinícius Zanocelo, um dos principais 'talismãs' da Ponte Preta.

Em entrevista ao podcast DérbiCast, o treinador rasgou elogiou ao meio-campista, bancado como titular nos dois últimos compromissos da Macaca antes da paralisação no calendário.

"Eu gosto demais desse menino aí (Vinícius Zanocelo). É menino no bom sentido pela idade, mas já é um homem. Aliás, é um profissional qualificado e muito inteligente. Você pode ter certeza de que será um dos destaques da Ponte Preta até pela inteligência dele jogar. Contamos muito com ele. É um menino que enche os olhos da gente, viu?", cravou o comandante.

Vinícius Zanocelo é elogiado por João Brigatti - Álvaro Júnior / AA Ponte Preta
Vinícius Zanocelo é elogiado por João Brigatti

"A gente tem que deixar bem registrado e bem pontuado também que ele não é um meia mesmo de criação. Ele pode vir até a jogar no meio de criação, mas é um segundo volante, né? Isso eu já conversei bastante com ele. Ele vem receber a bola ali e tem que dar um tempo, aliás, de passar para a segunda linha de volantes", acrescentou.

Promovido há pouco mais de ano ao elenco principal, o atleta de 19 anos ganhou elogios públicos pelo bom desempenho no Dérbi Campineiro, principalmente no primeiro tempo, quando carimbou a trave do adversário e mostrou personalidade, apesar da pressão natural da partida.

SAIBA MAIS

Destaque na Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2019, Zanocelo já soma 14 participações no profissional da Alvinegra, ainda à procura do status de 'titular absoluto', em meio à crise técnica no plantel.

Neste ano, meia entrou em campo em nove oportunidades, sendo três desde o apito inicial - ele ainda começou o jogo contra o Ituano, o último antes da demissão do técnico Gilson Kleina, em fevereiro.

Em 2020, Vinícius contabiliza 305 minutos em ação pelo clube campineiro, mas com baixo desempenho coletivo - duas vitórias, um empate e seis derrotas, além de dois cartões amarelos e nenhum gol marcado. O contrato junto à Ponte é válido até 31 de dezembro de 2021.