Presidente da Ponte cobra profissionalismo do elenco durante paralisação do Paulistão

A Macaca está em situação delicada no estadual, amargando a última colocação na classificação geral

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 18 (AFI) - A diretoria da Ponte Preta se reuniu com o elenco na manhã desta quarta-feira para passar algumas orientações durante a paralisação do Campeonato Paulista por conta da pandemia do coronavírus.

Os jogadores foram orientados pelo médico Roberto Nishimura dos cuidados que precisam tomar para não serem infectados e receberam planilhas individualizadas com exercícios que devem fazer neste período.

Tiãozinho não deu as caras depois do dérbi, mas cobrou profissionalismo dos jogadores (Foto: Thiago Toledo/Ponte Press)
Tiãozinho não deu as caras depois do dérbi, mas cobrou profissionalismo dos jogadores (Foto: Thiago Toledo/Ponte Press)
O presidente Sebastião Arcanjo, que não deu nenhuma satisfação aos torcedores após a derrota de virada para o Guarani, por 3 a 2, na última segunda-feira, cobrou profissionalismo dos jogadores.

"Em primeiro lugar, passamos aos jogadores o quão sério é a situação e a necessidade de eles se precaverem. Porém ao mesmo tempo é preciso que eles se mantenham em forma e prontos para retomarem a competição, pois não podemos admitir a situação em que a Ponte se encontra", disse Tiãozinho.

O mandatário e demais integrantes da diretoria são os principais alvos das críticas dos torcedores por conta da campanha vergonhosa que a Ponte Preta vem realizando no Paulistão, amargando a lanterna na classificação geral, com apenas sete pontos em dez jogos.

Ainda com chances de se classificar para as quartas de final, mas virtualmente rebaixada para a Série A2 por conta do futebol apresentado até então, a Ponte Preta tem Novorizontino (casa) e Mirassol (fora) nas últimas duas rodadas do Paulistão.