Com Ponte em queda, Brigatti evita projetar volta do Paulista: 'Situação indefinida'

Com pandemia do coronavírus, Macaca liberou elenco dos treinamentos por 15 dias

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 19 (AFI) - Após derrota no Dérbi 196, na última segunda-feira, a Ponte Preta determinou a suspensão das atividades por 15 dias.

Sem treinamentos nas próximas duas semanas, em virtude da pandemia do coronavírus, motivo pelo qual suspendeu o Campeonato Paulista por tempo indeterminado, João Brigatti evitou projetar o reinício dos trabalhos no Estádio Moisés Lucarelli.

"Agora fica indefinida a nossa situação. Nós ainda não sabemos quando vai acontecer uma reapresentação de todos os clubes. Isso vai ficar a critério da Federação Paulista. Deve haver, na segunda ou na terça-feira, uma nova reunião para definir alguma situação. O Campeonato Paulista não acabou", declarou o treinador alvinegro, em entrevista à Rádio Bandeirantes de Campinas.

Brigatti só venceu um jogo desde retorno ao comando da Ponte - Luiz Guilherme Martins / PontePress
Brigatti só venceu um jogo desde retorno ao comando da Ponte
"Nós já passamos para os nossos atletas situações de treinamentos para ficarmos espertos. É fazer algum trabalho em academia. Mesmo que não possam fazer em academia, que façam em casa. Isso é para que, quando acontecer a reapresentação, não chegue aqui em estado físico abaixo do esperado", emendou.

DEDO NA FERIDA

Questionado se é favor ou contrário à paralisação da competição estadual, Brigatti não ficou em cima do muro e deu a sua opinião.

"Fica difícil opinar. Eu gostaria que o campeonato seguisse, desse andamento e terminasse. Doa a quem doer, quem for o campeão e quem for o rebaixamento. Você está dentro de um esporte. Quando entra em um campeonato, está sujeito a ser campeão, rebaixado ou permanecer no meio da tabela", opinou.

"Isso não tem mais nada a ver com Ponte Preta. Isso não tem mais nada a ver com os outros clubes, mas sim com essa pandemia mundial. É o Ministério da Saúde que vai determinar quando nós vamos poder voltar ao trabalho ou não. Então vai ficar a cargo da Federação Paulista. Para nós, neste momento, só resta aguardar um pronunciamento", finalizou.

PANORAMA

Com apenas sete pontos em dez rodadas, a Ponte Preta caiu à lanterna do Campeonato Paulista e vive situação dramática.

Caso a competição seja reiniciada nas próximas semanas, time campineiro tenta sobreviver na elite nos compromissos diante de Novorizontino (casa) e Mirassol (fora).