Paulistão: Kleina evita analisar arbitragem em revés da Ponte: 'É com a diretoria'

Macaca reclamação da não marcação de três possíveis pênaltis no duelo contra o Palmeiras

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 10 (AFI) - Os jogadores da Ponte Preta reclamaram de três penalidades não marcadas, todas no segundo tempo, durante derrota diante do Palmeiras, no último sábado, no Moisés Lucarelli.

Kleina evitou comentar sobre atuação da arbitragem em revés da Ponte - Luiz Guilherme Martins / PontePress
Kleina evitou comentar sobre atuação da arbitragem em revés da Ponte
Em comportamento oposto aos atletas, o técnico Gilson Kleina adotou cautela ao analisar a arbitragem de Douglas Marques das Flores e transferiu a responsabilidade à diretoria, capitaneada pelo presidente Sebastião Arcanjo.

"É claro que a arbitragem é um ponto para a diretoria, né. Eu não quero desviar o foco da derrota. O que eu lamento é que, quando estava conversando com o árbitro e com o assistente, eles disseram que deu a vantagem na finalização do Bruno Reis", contou, em entrevista coletiva.

"Não existe vantagem em pênalti. A maior vantagem que nós tínhamos de ter era bater a penalidade. Então foi isso", emendou.

A revolta da torcida foi tão grande que, ao término do jogo, houve confusão generalizada no lado de fora do Majestoso e o carro do árbitro foi apedrejado.

Mercado da Bola
Ponte Preta-SP
Elenco ainda não definido
  • Goleiros

    Guilherme, Ivan, Luan, Pedrão e Ygor Vinhas

  • Laterais

    Guilherme Lazaroni, Jeferson, Matheus Alexandre e Yuri

  • Zagueiros

    Alisson, Cléber Reis, Henrique Trevisan, Léo, Wellington Carvalho

  • Volantes

    Bruno Reis, Danrley, Dawhan e Vander

  • Meias

    João Paulo e Vinicius Zanocelo

  • Atacantes

    Alisson Safira, Apodi, Bruno Rodrigues, Felipe Saraiva, João Veras, Mateus Anderson e Roger

  • Técnico

    Gilson Kleina