Paulistão: Contra segunda melhor defesa, Ponte Preta tenta manter rotina de gols

Enquanto Palmeiras sofreu apenas dois jogos, Macaca balançou as redes nas quatro rodadas

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 07 (AFI) - A Ponte Preta não terá vida fácil para se recuperar no Campeonato Paulista.

Dias depois de apresentação preocupante e derrota diante em Limeira, a Ponte Preta encara o Palmeiras, neste sábado, às 19h30, no Moisés Lucarelli, para aliviar a pressão em cima do técnico Gilson Kleina.

Se o sistema defensivo ainda preocupa, sobretudo com atuações irregulares do zagueiro Cléber Reis e dos laterais - Jeferson, Matheus Alexandre, Guilherme Lazaroni e Jeferson -, o ataque tem mostrado serviço.

Ataque da Ponte desafia segunda melhor defesa do Paulistão - Álvaro Júnior / AA Ponte Preta
Ataque da Ponte desafia segunda melhor defesa do Paulistão

Quando o assunto é bola na rede, a Macaca marcou, ao menos uma vez, nas quatro rodadas até aqui: Santo André (2), Botafogo-SP (1), Corinthians (2), e Internacional de Limeira (1).

Com sistema defensivo ativo, time campineiro alcança marca de outros cinco clubes com gols em todos os jogos até aqui: Mirassol, Ferroviária, Guarani, Corinthians e Santo André.

DO LADO DE LÁ

O Palmeiras, rival do final de semana, todavia, apresenta números consistentes na defesa. Sob comando de Vanderlei Luxemburgo, sofreu apenas dois gols até aqui.

Curiosamente, ambos foram no último domingo, quando foi derrotado pelo Red Bull Bragantino por 2 a 1, no primeiro tropeço em 2020.

Com manutenção das principais peças, clube da capital passou em branco com Ituano, São Paulo e Oeste.

Vazado só duas vezes, Alviverde tem mesmo desempenho defensivo que Red Bull Bragantino e São Paulo - o ferrolho, por enquanto, é o Novorizontino, com um tento.