Velório de Cilinho tem personalidades do futebol e homenagens

Uma bandeira da Ponte foi estendida no caixão, enquanto São Paulo e Corinthians enviaram coroas de flores

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 29 (AFI) - O Salão Nobre do Estádio Moisés Lucarelli, da Ponte Preta, recebeu inúmeras personalidades do futebol brasileiro que foram se despedir do ex-técnico Cilinho. O velório começou na noite da última quinta e o enterro foi às 15 horas, no Cemitário da Saudade.

Uma bandeira da Ponte Preta foi estendida no caixão. Cilinho começou a carreira de treinador justamente na Macaca no fim da década de 60 e teve outras nove passagens. Ao todo, foram 345 partidas. Sob seu comando, o time campineiro se sagrou vice-campeão paulista em 1970.

Cilinho foi velado e enterrado na tarde desta sexta-feira
Cilinho foi velado e enterrado na tarde desta sexta-feira
Outros clubes que Cilinho teve passagens marcantes também prestaram homenagens. São Paulo e Corinthians, por exemplo, enviaram coroas de flores, assim como a Federação Paulista de Futebol (FPF).

Profissionais que trabalharam com Cilinho foram se despedir do treinador, como Dicá, Parraga, Marco Aurélio Moreira, Jair Picerni, Zé Teodoro e Silas. Além deles, o presidente Tiãozinho, o diretor de futebol Gustavo Bueno e o atacante Roger - todos da Ponte Preta - foram até o local.

O QUE ACONTECEU!
Cilinho faleceu no início da tarde da última quinta-feira quando estava na sua residência, em Sousas, distrito de Campinas. O ex-treinador tinha 80 anos e já estava em situação delicada há dois anos, realizando tratamento especial e utilizando cadeira de rodas.

Nos últimos dois anos, Cilinho sofreu dois AVC - Acidente Vascular Cerebral. Em um deles, o ex-treinador ficou meses entre a vida e a morte no Hospital da PUC, em Campinas.