Em duas semanas, presidente da Ponte reformula categorias de base e demite seis

Tiãozinho anunciou saída de mais quatro dirigentes no último fim de semana

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 18 (AFI) - Sebastião Arcanjo completa 14 dias à frente da presidência da Ponte Preta depois da renúncia de José Armando Abdalla Júnior, em virtude de problemas cardiológicos.

Entre as principais medidas adotadas por Tiãozinho está a reformulação das categorias de base da Macaca nas duas últimas semanas.

MUDANÇAS

Na última sexta-feira, 15, o mandatário deu sequência à 'faxina' e demitiu mais quatro diretores do departamento.

Na ocasião, foram dispensados Marcelo Casado, supervisor do sub 20, e Wagner José Martins Júnior, supervisor da extinta categoria sub 23. Além deles, os colaboradores Francisco Marques, o Kiko Dentista, e Alexandre Garutti foram liberados dos respectivos cargos.

Tiãozinho dá sequência à reformulação da base na Ponte - Luiz Guilherme Martins / Ponte Press
Tiãozinho dá sequência à reformulação da base na Ponte

O dirigente alvinegro informa que os nomes dos novos diretores da Macaca devem ser anunciados somente depois do fim da Série B. Neste período está sendo feita uma análise dos departamentos, por meio de comissões criadas para este fim.

Duas delas, de Marketing e Finanças, já foram anunciadas no dia 11, após reunião do Conselho Deliberativo, no Salão Nobre do Moisés Lucarelli, e outras também foram compostas para este trabalho interno.

"Objetivo é ter análise mais embasada dos departamentos antes de cada diretor assumir. Após a última rodada, deve haver uma coletiva para anunciar os novos diretores e já fazer uma análise sobre o futebol neste ano e o que pretendemos para 2020", comentou, ao site oficial do clube.

MAIS DETALHES

O dirigente também determinou, em alinhamento com as discussões realizadas junto ao Conselho Deliberativo, que cada departamento da Ponte Preta apresente estudos para corte de gastos de até 20% - trata-se, portanto, de uma medida importante para aliviar as finanças do clube.

Além disso, ficou determinado que qualquer nova despesa terá de passar por análise e só poderá ser efetivada mediante autorização expressa da diretoria da Macaca.

CORTES

Antes do quarteto, Tiãozinho determinou o desligamento do coordenador das categorias de Base, Fábio Barrozo, e do coordenador técnico, Marcelinho Paulista.