Camisa 9 comemora marca na Ponte e vai atrás da artilharia da Série B

O gol de pênalti marcado na última terça-feira fez Roger se tornar o maior goleador do clube no século

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 13 (AFI) - O gol de pênalti marcado na derrota para o Figueirense, por 3 a 1, em pleno Moisés Lucarelli, na última terça-feira, fez Roger passar Washington e se tornar o maior artilheiro da Ponte Preta no século.

Ao longo das suas cinco passagens pelo Moisés Lucarelli, o camisa 9 balançou as redes 60 vezes. Apesar de comemorar a marca importante, Roger pensa em fazer ainda mais história na Ponte Preta, com quem tem contrato até o fim de 2020.

"Eu sempre tive sonhos aqui e o maior deles, sem dúvida, é conquistar um título, escrever meu nome na história com um título. Mas se trata de uma marca legal pelo lado pessoal", comentou o atacante.

Roger é o maior artilheiro da Ponte Preta no século
Roger é o maior artilheiro da Ponte Preta no século
ARTILHEIRO?

Diferente da Ponte, que não tem mais pretensões no Brasileiro da Série B, Roger está atrás da artilharia do campeonato.

O atacante tem 13 gols e está a um da dupla do Sport, formada por Guilherme e Hernane Brocador. Esse último, porém, não joga mais em 2020 por conta de uma fratura na face.

"É algo que sempre sonhei na minha carreira. Em 2016 fui artilheiro do Paulistão pelo Red Bull Brasil, mas no Brasileirão é diferente, é uma marca para vida. A artilharia está bem viva e vou atrás dela", garantiu Roger.

Sem ganhar há oito jogos e ocupando a 11ª colocação, com 44 pontos, a Ponte volta a campo no sábado, contra o CRB, no Rei Pelé, pela 36ª rodada. Depois, o time encara o Sport em Recife e se despede diante do Brasil de Pelotas, em Campinas.